O capitão de equipa, João Nobre, começou o seu percurso no Lusitano em 2010, altura em que tinha 13 anos e jogava nos Iniciados. O central assumiu a braçadeira de capitão na época passada, e afirma que, quando passou a ser capitão, a responsabilidade aumentou, uma vez que “é sempre diferente e um peso ser capitão de uma equipa que é centenária e representa tudo o que envolve o desporto nacional”. O atleta de 24 anos carateriza-se como “um jogador que procura sempre ajudar a equipa a ser melhor e mais forte a cada jogo”, até porque o próprio afirma que o seu forte “não é marcar golos durante um jogo e/ou época, pois jogo no setor recuado e prefiro ajudar no que puder os meus colegas”.

Quando desafiado a descrever a equipa numa palavra, o defesa foi perentório na sua escolha: “‘Lutadora’, porque estamos numa fase em que é preciso lutar muito para estarmos prontos para a nossa ‘batalha’, que é o Campeonato de Portugal, em que sabemos que irá ser difícil, até ao último minuto e jogo”, numa clara demonstração que o Lusitano SAD está a preparar-se da melhor forma para o começo de campeonato, em que o objetivo passará sobretudo pela manutenção, em que, de acordo com as palavras de João, “queremos garanti-la não no final da época, mas sim o quanto antes”, embora “todos têm consciência que é um objetivo difícil, pois a nossa série é bastante complicada e exigente”, mas Nobre (como é tratado pelo treinador e colegas) reforça a sua confiança na qualidade do plantel para o desafio desta época: “Com a qualidade que a equipa tem demonstrado na pré-epoca, temos capacidade para fazer um bom campeonato”.

O capitão João Nobre acredita na capacidade de superação do Lusitano SAD para fazer um bom campeonato
Fonte: Bola na Rede

Por último, o defesa falou sobre alguma certa desvalorização que ainda possa existir por parte do publico face ao Campeonato de Portugal, e defendeu que essa tal desvalorização não existe, dado que “o público respeita muito mais aquilo que é o Campeonato de Portugal, até pela sua valorização nos últimos anos, principalmente nos últimos dois anos, onde através de várias páginas de apoio a este Campeonato, a divulgação de resumos dos jogos, e até este ano haverá transmissões das partidas no canal da Federação”, o que acaba por ser positivo para todos os jogadores que disputam de divisão, sendo que “temos o exemplo de 12/13 atletas que já conseguiram dar o salto para a Primeira e Segunda Liga”, numa clara demonstração que existe talento neste campeonato, conforme o capitão tinha referenciado antes.

Comentários