cab la liga espanha

O pontapé de saída da Liga Espanhola foi dado no passado fim de semana e há a destacar nesta primeira jornada o mau começo do Real Madrid, que na sua nova vida com Rafa Benítez ao leme dos merengues, viu os rivais diretos distanciarem-se de si na tabela classificativa. Barcelona e Atlético Madrid sofreram e muito para levarem de vencida os seus adversários, porém conseguiram, através de magras vitórias, lograr um triunfo que serve para um bom arranque de ambas as equipas na caminhada pelo título. Globalmente, foi uma primeira jornada escassa no que diz respeito ao capítulo do golo e na qual poucas são as conclusões a retirar numa fase tão prematura da temporada.

Na partida que serviu para dar o mote inicial para a La Liga, Málaga e Sevilha, dois candidatos aos lugares europeus, protagonizaram um derby andaluz e anularam-se num encontro bem disputado e que terminou com um empate sem golos. Ainda assim, foram várias as circunstâncias que marcaram o compromisso no La Rosaleda. O jogo foi repartido e teve como principal incidência um golo mal anulado a Charles (Málaga) perto dos 90’. O Sevilha de Unai Emery, que viu ainda N’Zonzi ser expulso à passagem do minuto 70, saiu deste combate andaluz com um ponto que, certamente, terá o gosto de uma vitória.

Nas partidas de sábado, destaque para a entrada em campo do Atlético Madrid, que na época transata obteve o terceiro posto do campeonato, após um 2013/14 no qual alcançou o desejado trono espanhol. O conjunto de Diego Simeone recebeu o recém-promovido Las Palmas, num encontro que se revelou bem mais complicado do que seria de esperar a priori. Com Jackson Martínez e Óliver Torres no onze inicial, foi Antoine Griezmann a principal figura dos colchoneros. O francês continua o excelente trajeto que tem protagonizado com as cores do Atleti – recordar que na época transata foi o terceiro melhor goleador da liga com 22 golos – e foi mais uma vez decisivo ao marcar o golo que deu o triunfo. O Las Palmas provou que pode ser uma boa surpresa nesta temporada e do lado do Atlético Madrid importa ressalvar a estreia pouco positiva de Jackson no campeonato espanhol, ao passo que Óliver provou ser uma aposta ganha de Simeone para suprir a saída de Arda Turan.

Griezmann continua sob o mesmo signo da época transata… o do golo! Fonte: Facebook do Atlético
Griezmann continua sob o mesmo signo da época transata… o do golo!
Fonte: Facebook do Atlético

Já o Valência, na ressaca da importante vitória sobre o Mónaco para o playoff da Champions, deu um passo em falso no arranque da liga e não foi além de um empate na deslocação a Vallecas. Uma boa partida de ambas as equipas, que teve como figura o guarda-redes do Rayo Vallecano, Toño, que por inúmeras vezes negou o golo aos comandados de Nuno Espírito Santo. Em campo estiveram os portugueses Zé Castro e Bebé do lado da equipa da casa e João Cancelo e Rúben Vezo com a camisola dos forasteiros.

Nos restantes jogos do dia, destaque para a vitória por 1-0 do Espanhol na receção ao Getafe, numa partida em que os forasteiros dominaram e tiveram as melhores oportunidades, porém um golo à passagem do minuto 2 por parte de Salva Sevilla permitiu a vitória do conjunto de Sergio Gonzalez ante a turma de Fran Escribá. Por seu turno, Deportivo e Real Sociedad protagonizaram mais um empate sem golos neste início de campeonato.

No domingo entraram em campo os principais candidatos ao título, Barcelona e Real Madrid, que tiveram sortes distintas. Os campeões em título protagonizaram o terceiro encontro consecutivo diante do Athletic Bilbao e as esperanças não eram as melhores. Nas duas partidas a contar para a Supertaça Espanhola, os catalães perderam e empataram, sendo que a derrota foi por uns consideráveis quatro golos sem resposta. Ainda assim, o conjunto de Luis Enrique conseguiu obter um magro triunfo (1-0) no San Mamés, sendo que o principal destaque do jogo vai para Luis Suárez, que já faz valer a sua veia goleadora e fez esquecer o penalty falhado pelo astro Lionel Messi anteriormente no jogo. O final da partida não trouxe apenas sorrisos a Luis Enrique, pois o técnico asturiano viu Dani Alves (substituído na partida por Sergi Roberto, que revelou excelente competência para dar o seu melhor contributo à equipa a jogar nesta posição e mostra assim ser uma alternativa viável) e Sergio Busquets saírem lesionados.

Por sua vez, o Real Madrid, que havia visto os seus rivais triunfarem, entrou em campo para a estreia na liga 2015/16 ante o recém-promovido Sporting Gijón. Certamente, Rafa Benítez e companhia esperariam uma primeira jornada tranquila para as hostes madrilenas, porém tal não sucedeu e os merengues cederam um nulo no terreno dos asturianos. Com Benzema fora de combate, Jesé Rodríguez foi titular e Benítez surpreendeu por deixar James Rodríguez no banco de suplentes. No geral, o Real Madrid realizou uma boa partida, no entanto os índices de finalização, similarmente ao que aconteceu na pré-época, ainda não são os melhores e foram várias as oportunidades não concretizadas, especialmente por Cristiano Ronaldo. Os avançados merengues esbarraram com uma muralha defensiva bem estabelecida por parte do Gijón, que faz com que os vice-campeões espanhóis percam já terreno para os adversários diretos na corrida pelo título. Destaque ainda para o antigo lateral do FC Porto, Danilo, que esteve a um bom nível, e para a estreia de Kovacic com a camisola blanca.

No Estádio Ciudad de Valencia, o Levante foi derrotado (1-2) na receção ao Celta de Vigo. A equipa caseira ficou a jogar com 10 desde o minuto 5, porém lutou até final para evitar a derrota. Para o Levante marcou Verza, ao passo que para os forasteiros os goleadores de serviço foram Fabian Orellana e Iago Aspas. Em Sevilha, o histórico Bétis, que regressou esta época ao principal escalão do futebol espanhol, empatou a uma bola com o Villarreal. Para os recém-promovidos marcou Ruben Castro Martín e para o submarino amarelo foi Roberto Soldado, que abrilhantou assim o seu regresso ao futebol espanhol. A fechar a jornada, um encontro entre duas equipas que terão como principal missão a fuga aos lugares de despromoção, Granada e Eibar. A vitória sorriu ao Eibar (3-1), com golos de Gonzalez, Escalante e Arruabarrena, enquanto que para o Granada, com Miguel Lopes a suplente utilizado, marcou Ruben Rochina.

Com a primeira jornada realizada, Barcelona e Atlético Madrid conseguiram o seu objetivo, ao passo que equipas como o Real Madrid, Valência, Sevilha e Villarreal não tiveram o melhor dos começos de campeonato que se poderia esperar. A próxima jornada terá como principais atracções o Sevilha-Atlético Madrid, Barcelona-Málaga e Real Madrid-Bétis.

Jogador da Semana: Antoine Griezmann (Atlético Madrid)

O atacante francês é cada vez mais um elemento preponderante no esquema de Diego Simeone e também um talismã comprovado. Tal como sucedeu em várias ocasiões na época transata, Griezmann sobressaiu na altura de decidir uma partida e deu três importantes pontos ao Atleti num jogo difícil de início de campeonato.

Treinador da Semana: Javier Estrada (Sporting Gijón)

O Gijón surpreendeu tudo e todos ao conseguir um empate frente ao poderoso Real Madrid e muito se deve ao esquema delineado pelo técnico espanhol, que estancou a toada ofensiva merengue, não sofrendo qualquer golo, o que lhe permitiu lograr um ponto que tem o valor simbólico de uma vitória para uma equipa recém-promovida ao principal escalão do futebol espanhol.

Foto de Capa: Facebook do Real Madrid

Comentários