Cabeçalho Liga Espanhola

    A passada sexta-feira (dia 14 de julho) confirmou uma realidade que já se previa há algum tempo: Nélson Semedo é reforço do Barcelona, para as próximas 5 épocas. O defesa direito deixa o Benfica, após duas épocas recheadas de títulos – 2 Campeonatos, 1 Taça de Portugal, 1 Taça da Liga e 1 Supertaça, sendo que a sua venda foi na ordem dos 30,5 milhões de euros.

Antes de tentar prever como será a carreira do atleta na Catalunha, convém fazer um breve resumo da sua passagem pelo clube da Luz: chegou ao Benfica em 2013 para atuar na equipa B, mas dois anos depois deu o salto para a equipa principal pela mão de Rui Vitória, tornando-se uma peça fundamental no 11 inicial das Águias. Foi ganhando a confiança e a empatia dos adeptos benfiquistas ao longo dos jogos em que participou, daí que a sua saída vá deixar saudades nas bancadas da Luz. A sua rápida ascensão fez com que Fernando Santos começasse a reservar-lhe um lugar nos convocados da Seleção Nacional, inclusive foi convocado para a Taça das Confederações, onde Portugal conquistou o 3.º lugar. Quem de perto acompanhou o trajeto de Nelsinho (alcunha dada pelos benfiquistas) desde os primeiros jogos na equipa B até à última partida realizada pelo Benfica, certamente notou uma rápida evolução na forma de jogar do defesa: o jogador envolvia-se bastante na manobra ofensiva da equipa, tinha uma boa capacidade para driblar os seus adversários e era muito inteligente a resolver qualquer ataque perigoso dos seus opositores. A equipa treinada por Rui Vitória perde um elemento fulcral.

Nélson Semedo foi peça fundamental no SL Benfica Fonte: SL Benfica
Nélson Semedo foi peça fundamental no SL Benfica em 2016/17
Fonte: SL Benfica

Mas qual poderá ser o papel de Nélson Semedo em Camp Nou? Certamente irá ser um pouco semelhante ao desempenhado nas duas épocas na Luz: participar nas jogadas ofensivas da sua equipa, ainda para mais o Barcelona com o seu famoso tiki-taka, estilo de jogo que faz a bola passar por (quase) todos os onze elementos blaugrana, antes de entrar na baliza adversária. No entanto, o clube da Catalunha este ano poderá sofrer algumas alterações táticas, muito por culpa da entrada do técnico Ernesto Valverde, que irá querer moldar ao seu estilo o futebol desenvolvido pelo vice-campeão espanhol da última época, dado que o Barcelona quererá travar o recente ascendente em termos de troféus do seu maior rival, o Real Madrid, que venceu a La Liga e a Liga dos Campeões pela 3.ª vez nos últimos quatro anos. Esta transformação poderá passar pela integração de Nélson Semedo no 11 inicial da formação culé, que se espera que agarre facilmente a titularidade e justifique o investimento feito pelos dirigentes do Barcelona. Há poucos dias, o antigo capitão do Barcelona, Carles Puyol, afirmou que Semedo é “muito bom jogador” e espera que o defesa português consiga manter nos catalães o mesmo nível exibicional apresentado no Benfica – o certo é que, em jeito de conclusão, se Nélson Semedo demonstrar todas as suas qualidades técnico-táticas evidenciadas nas duas últimas épocas, não haverá forma de não se justificarem os 30 milhões pagos pelo seu passe e dos adeptos do Barcelona passarem a ter um enorme respeito e estima pelo Jogador Revelação da Liga NOS 2016/2017.

 Foto de Capa: Goal.com

artigo revisto por Ana Ferreira

Comentários