Podia muito bem começar a falar da nova temporada de Game of Thrones, mas esta guerra é outra e passa-se em Inglaterra. Numa altura, em que a Premier League está ao rubro, o mais recente candidato ao trono é mesmo o Liverpool, que voltou a manter-se no topo do pódio, ainda que à condição.

A luta pelo título inglês é, neste momento, a três. O Liverpool segue no primeiro lugar, com 74 pontos e 33 jogos; o Chelsea vai em segundo, com 72 pontos e os mesmos 33 jogos; já o Manchester City tem apenas 70 pontos mas leva dois jogos de atraso em relação aos seus rivais, o que significa que em caso de vitória nessas partidas garantirá mais 6 pontos e assumirá o comando, ficando com uma vantagem de dois pontos em relação ao Liverpool.

O Liverpool era, nesta jornada, o único dos três a jogar fora e a deslocação nunca seria fácil, dado que iria defrontar um West Ham em boa forma. Mas a verdade é que as duas grandes penalidades concretizadas por Gerrard foram o suficiente para ganhar aos hammers, que ainda reagiram ao primeiro golo dos reds à entrada para o intervalo, por Guy Demel. O Liverpool mantem a senda de vitórias (já são sete partidas seguidas a vencer), e bem precisa, uma vez que pela frente terá ainda de defrontar o City e o Chelsea em casa.

Já os blues, de Mourinho, com algumas alterações no onze, não deram hipótese ao Stoke City. O primeiro golo veio do reforço de inverno Mohamed Salah, que permitiu a Hazard descansar para a jornada da Champions League. Willian e Lampard fecharam as contas do marcador, dando ao Chelsea uma vitória tranquila. Os blues querem aproveitar qualquer deslize que haja no grande jogo da próxima jornada entre os restantes candidatos ao título inglês. Ainda mais quando Mourinho já admitiu que a qualificação nesta fase da Champions League é mesmo quase impossível.

Finalmente, os citizens tinham um jogo complicado pela frente, diante do Southampton, que acabaram por resolver ainda na primeira parte. Depois de afastada da Champions League, a equipa de Manchester quer voltar a obter a glória na luta pelo “trono” inglês. O resultado final foi 4-1 frente aos saints de José Fonte, que acabaram por não conseguir dar grande réplica, depois da lesão de uma das figuras da equipa, Jay Rodriguez. Yaya Touré voltou a facturar, abrindo o marcador, sendo que Nasri, Džeko e Jovetić contabilizaram um golo cada. Na equipa de Pochettino o golo seria de Rickie Lambert, de grande penalidade.

Festejo de Gerrard depois do golo  Fonte: chinadailyasia.com
Festejo de Gerrard depois do golo
Fonte: chinadailyasia.com
Anúncio Publicitário

Muito falta por jogar, mas a luta está mesmo ao rubro. A minha aposta para a equipa a ocupar o trono recai sobre o City, mas seria incrível ver o Liverpool a voltar a ganhar 24 anos depois. Quanto ao Chelsea, o pragmatismo é uma virtude e o jogo contra o Liverpool dentro de 3 jornadas será fulcral para as suas aspirações.

A Premier League nunca desilude e está uma verdadeira “Guerra dos Tronos”!

Comentários