Anterior1 de 3Próximo

Jogo impróprio para cardíacos em Wembley! O Manchester United FC visitou e venceu o Tottenham Hotspur FC por 1-0, com um golo solitário de Rashford aos 44 minutos, num encontro em que David de Gea brilhou entre os postes. Os Red Devils igualaram assim o Arsenal FC na tabela classificativa, mantendo a sexta posição, com os mesmos 41 pontos dos Gunners.

No que toca ao jogo jogado, começou bastante partido, com ambas as equipas a procurarem a saída rápida para o ataque. O Manchester United, como tem sido habitual com Solskjær no comando técnico, ia apostando na bola longa para os três velocistas da frente.

Contudo, o Tottenham possui melhores recursos no seu meio-campo ofensivo e obteve a primeira chance de golo no encontro, aos nove minutos: Eriksen descobriu Son no limite do fora de jogo, o coreano viu bem a desmarcação de Winks e o médio inglês atirou ao lado da baliza de David de Gea.

Dez minutos volvidos, foi a vez do United chegar com perigo à área contrária: Martial fez o que queria de Trippier e obrigou Hugo Lloris a defender para canto.

O Tottenham, que em caso de triunfo ultrapassava à condição o Manchester City FC, via o golo de Harry Kane ser anulado aos 31 minutos: Dele Alli serviu de bandeja o avançado inglês, mas o camisola ‘10’ dos Spurs estava em posição irregular.

Em cima do intervalo, momentos após Sissoko ter sido forçado a dar lugar a Lamela, devido a lesão, os Red Devils alcançaram a vantagem em Wembley: Pogba lançou Rashford com um passe fantástico e o jovem de 21 anos atirou rasteiro para o fundo das redes de Lloris.

Rashford já conta com quatro golos e uma assistência em seis jogos na era Solskjær
Fonte: Manchester United FC

No início do segundo tempo, o conjunto de Mauricio Pochettino partiu em busca do empate e criou duas grandes oportunidades em menos de cinco minutos: aos 48, após um excelente envolvimento coletivo dos Spurs, Kane ficou na cara de de Gea, mas não foi capaz de concluir a jogada com sucesso; dois minutos depois, o espanhol foi novamente chamado a intervir, defendendo desta vez o cabeceamento imponente de Dele Alli.

Numa fase em que o Manchester United era Pogba e mais dez, o internacional francês quase aumentava o marcador em três ocasiões distintas: aos 54, saltou mais alto que a defesa do Tottenham e cabeceou à figura de Lloris; aos 57, furou pelo meio dos centrais e quase fez o chapéu ao companheiro de seleção; e aos 63, após um excelente movimento de Martial, disparou de fora de área, com Hugo Lloris, novamente, a não deixar a bola entrar.

Com tudo em aberto, os Spurs responderam bem ao ímpeto ofensivo do United, mas, do outro lado, um de Gea monstruoso decidiu roubar o protagonismo a Pogba e não deu qualquer hipótese às inúmeras tentativas de golo do Tottenham: Alli aos 66 e 74, Eriksen aos 67, Alderweireld aos 70 e Kane aos 86, viram os seus remates esbarrar nas luvas ou nos pés do guardião espanhol.

O Manchester United conseguiu aguentar as investidas dos rivais de Londres até ao final do desafio e chegou à sexta vitória consecutiva desde a saída de José Mourinho do clube. O norueguês Solskjær vai somando pontos na confiança dos adeptos e dirigentes do clube de Old Trafford, e é cada vez mais uma certeza no banco da equipa para o começo da época 2019/2020.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Tottenham Hotspur FC: Lloris, Trippier, Alderweireld, Vertonghen, Davies; Winks (Llorente, 81’), Sissoko (Lamela, 43’), Eriksen, Alli; Son, Kane.

Manchester United FC: de Gea, Young, Lindelöf, Jones, Shaw, Matić, Herrera, Pogba (McTominay 90+2’); Lingard, Martial (Lukaku, 73’), Rashford.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários