Anterior1 de 3Próximo

Cabeçalho Futebol Internacional

“O tempo e a paciência são dois eternos beligerantes.” – Lev Tolstoi

Não são certamente dias fáceis aqueles que Marat Izmaylov tem vivido recentemente. O antigo internacional russo, que já passou por Sporting CP e FC Porto, chegou na passada semana a acordo com FC Krasnodar para uma rescisão de contracto amigável motivada, segundo fonte oficial do clube, pela necessidade de Izmaylov de passar algum tempo junto da sua família. Sem mais explicações, o clube russo deu dessa forma a conhecer que Marat deixaria de fazer parte do clube e interrompia, assim, o vínculo contratual que o ligava aos comandados por Igor Shalimov até ao final da presente temporada.

A inesperada saída de Izmaylov do FC Krasnodar fez de imediato estalar a especulação sobre quais seriam realmente os motivos que teriam levado o internacional russo a abandonar um clube que lhe abriu as portas após ter estado bastante tempo afastado dos relvados e onde era bastante acarinhado por todos, incluindo o seu presidente, Sergey Galitsky. De acordo com a imprensa russa, a questão de estar mais tempo junto da família prende-se com apenas um motivo: o estado depressivo em que se encontra Marat Izmaylov.

Izmaylov ao serviço do FC Krasnodar no encontro contra o FC Zenit esta temporada Fonte: http://rfpl.org/
Izmaylov ao serviço do FC Krasnodar no encontro contra o FC Zenit esta temporada
Fonte: http://rfpl.org/

Segundo fonte próxima do jogador, Izmaylov continua a braços com a uma lesão recorrente no joelho, que tem vindo a minar a sua carreira, de forma mais ou menos intermitente, nos últimos anos. Antes da paragem de inverno da Liga Russa, Marat voltou a ressentir-se da velha lesão e terá mesmo realizado duas partidas infiltrado, tais eram as dores que o atormentavam.

Foto de Capa: yuga.ru

Anterior1 de 3Próximo

Comentários