O jogo das estrelas sempre acarretou uma premissa: ninguém defende e os jogadores apresentam-se para se divertirem. Desta vez, foi exatamente o contrário. A equipa formada por LeBron James e a formação de Giannis Antetokounmpo entraram na quadra para lutarem por cada ponto conquistado. No final não só ganharam os azuis de The King James por 157-155, como ganhou todo o basquetebol com tanta competitividade e excelência representada no United Center, em Chicago.

Antes do árbitro levantar a bola, várias homenagens foram prestadas. No início deste ano, a NBA perdeu dois importantes impulsionadores da modalidade e culpados pela projeção da liga além-fronteiras: David Stern, ex-comissionário, e Kobe Bryant, antigo jogador e um dos melhores de sempre, que deixaram um legado inesquecível no desporto. As lágrimas tiveram de ser seguradas por uns minutos.

Falando do “jogo jogado”, o All Star de 2020 marcou o início de uma nova era neste formato. Cada período vencido por cada uma das equipas valia um prémio para uma instituição de caridade de Chicago, o que também ajudou ao espetáculo que se desenrolou. O lance livre de Anthony Davis desfez as dúvidas e selou as contas do encontro, que foi disputado até ao último lance possível.

Kawhi Leonard venceu o prémio MVP Kobe Bryant pela primeira vez
Fonte: NBA

Na edição deste ano, foram dez os estreantes no jogo que junta os melhores jogadores da NBA. Nomes de futuro como Luka Doncic, Trae Young ou Jayson Tatum tiveram a primeira experiência nestas “lides” com os grandes nomes que cresceram a idolatrar. Por outro lado, também Rudy Gobert teve honras de All Star. O francês já brilhava desde 2013, mas só este ano conseguiu marcar o seu lugar no plantel.

O primeiro MVP Kobe Bryant (nome dado a partir de agora ao prémio de melhor jogador do jogo) foi atribuído a Kawhi Leonard. O ala dos Los Angeles Clippers brilhou com 30 pontos, com oito triplos concretizados a ajudar à exibição notável. No final das contas, foi um fim de semana bonito com muitas surpresas à mistura, e uma prova de que a NBA cresce a cada dia que passa. A mais jogos assim, tenho a certeza que os amantes do jogo agradecem esta mudança de paradigma.

Foto de Capa: NBA

Revisto por: Jorge Neves

Comentários