Cabeçalho modalidades

Cleveland Cavaliers e Golden State Warriors têm dominado a NBA nos últimos anos, com as finais de há dois anos atrás a tornarem-se numas das mais marcantes do basquetebol mundial. A perder por 3-1 e a apenas um jogo de verem os Warriors repetirem a conquista do anel, LeBron James, Kyrie Irving e companhia completaram uma das maiores reviravoltas da história da NBA, com duas vitórias em Oakland. Porém, Kevin Durant juntou-se aos Warriors nesse verão e o fosso entre as duas equipas acabou por aumentar, talvez irremediavelmente.

A derrota desta segunda-feira, a juntar ao jogo do dia de Natal e às finais do ano passado parecem provar que os Cavaliers estão cada vez mais longe do nível dos Warriors. Depois de três derrotas consecutivas na semana anterior, na qual os Cavs foram trucidados por Wolves e Raptors e desperdiçaram uma vantagem de 22 pontos frente aos Pacers, a equipa de Tyronn Lue tentava regressar às vitórias em casa frente aos Warriors. Mas o que acabou de se retirar do jogo foi a diferença de qualidade entre as duas equipas e uma crise da parte da equipa de Cleveland.

Durant e os Warriors voltaram a dominar em Cleveland Fonte: Golden State Warriors
Durant e os Warriors voltaram a dominar em Cleveland
Fonte: Golden State Warriors

Estes resultados mais recentes não farão soar os alarmes para uma equipa habituada a não sobrevalorizar os resultados da fase regular, mas há vários sinais que apontam para uma queda, mesmo nos playoffs, dos Cavs. Para além da distância para os Warriors parecer estar a aumentar, os Celtics parecem cada vez mais uma ameaça ao reinado de LeBron James no Este, alicerçados em Kyrie Irving, estrela que os Cavs trocaram este verão.

Para os lados de Cleveland, uma troca parece ser a solução ideal, com DeMarcus Cousins, DeAndre Jordan ou Lou Williams como os principais alvos. Mas para conseguir qualquer um deles, os Cavaliers terão de incluir a escolha dos Nets no draft que adquiriram na troca de Kyrie Irving. O problema? LeBron James parece cada vez mais decidido a sair no verão e essa escolha no draft seria necessário para que Cleveland pudesse renovar o seu plantel.

Anúncio Publicitário

Por isso, o que devem fazer os Cavs? Arriscarem perder uma escolha no draft e LeBron James por um último ataque ao título (sendo que os Warriors de Curry, Thompson, Durant e Green serão sempre favoritos)? Ou esperar que esta equipa dê a volta a esta situação, suportados por LeBron James e aguardando um super Kevin Love, Isaiah Thomas e Wade, acreditando que James volta a mudar de ares no verão? Decisões difíceis em Cleveland, que parecem voltar ao tormento do verão de 2010.

Foto de Capa: NBA

Artigo anteriorOs 10 protagonistas da Maldição da camisola 7
Próximo artigoRonaldinho: Sorrir porque aconteceu?
Tem 22 anos, é natural de Paços de Ferreira e adepto do SL Benfica. Desde muito pequeno que é adepto de futebol, desporto que praticou até aos 13 anos, altura em que percebeu que não tinha jeito para a coisa. Decidiu então experimentar o basquetebol e acabou por ser amor à primeira vista. Jogou até ao verão passado na Juventude Pacense e tem o Curso de Grau I de treinador de basquetebol desde os 19. O gosto pela NBA surgiu logo quando começou a jogar basquetebol e tem vindo a crescer desde então, com foco especial nos Miami Heat.                                                                                                                                                 O António escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.