JOSÉ ALDO vs. MARLON MORAES

Após perder contra Alex Volkanovski no UFC 237, José Aldo decidiu aos 33 anos descer para o peso-galo para competir contra Marlon Moraes. O antigo campeão de peso-pena teve de fazer um corte de peso brutal para conseguir pesar os 61kg e começar uma nova aventura numa nova divisão.

Marlon Moraes perdeu uma luta de título frente a Henry Cejudo no UFC 238, e viu em Aldo uma oportunidade de se relançar na divisão.

O combate foi muito renhido, ambos lutadores a trocarem muitos golpes. Aldo foi mais pressionante durante a maior parte do combate, e variou bem os golpes que lançou. Moraes esteve mais hesitante e sempre a recuar, algo que não dá muitos pontos aos olhos dos juízes.

No final do combate a vitória foi dada a Marlon Moraes por decisão dividida e foi muito contestada. O campeão da divisão Henry Cejudo referiu que quer combater com José Aldo, considerando que o brasileiro ganhou a luta. O próprio presidente do UFC, Dana White, mostrou ter a mesma opinião na conferência de imprensa pós-evento.

Anúncio Publicitário
Marlon Moraes conseguiu uma decisão dividida frente a José Aldo
Fonte. UFC

PETR YAN vs. URIJAH FABER

Urijah Faber regressou após se ter reformado e venceu Ricky Simon por nocaute na primeira ronda, na Fight Night 155. A lenda do peso-galo mostrou estar em grande forma, e decidiu enfrentar um dos melhores lutadores da divisão, Petr Yan.

O russo está invicto deste 2016 e estava numa sequência de cinco vitórias consecutivas.

Faber fez um bom primeiro round, muito móvel a procurar entrar na distância para bater e sair logo, conseguiu pontuar bem. Yan teve algumas dificuldades em defender e atacou pouco. Na segunda ronda, Yan subiu o ritmo e acertou dois golpes que fizeram Faber ir ao tapete. Na terceira ronda, Faber continuou a mexer-se bem, mas foi apanhado por um excelente pontapé alto e foi nocauteado.

Momento em que Petr Yan nocauteia Urijah Faber
Fonte: UFC

O último pay-per-view de 2019 foi um grande evento, com excelentes combates e muitas emoções. Resta agora esperar por 2020, que promete ser um ano entusiasmante.

Foto De Capa: UFC

Revisto por: Jorge Neves