Anterior1 de 2Próximo

Rafael Dos Anjos venceu Kevin Lee no combate principal do UFC Fight Night Rochester, ao submeter o americano com um triângulo de braço. Felicia Spencer submeteu Megan Anderson e quer lutar contra Cyborg; Charles Oliveira nocauteou Nik Lentz no segundo assalto.

Rafael Dos Anjos e Kevin Lee protagonizaram aquele que foi o combate principal da noite. Dos Anjos vinha de duas derrotas consecutivas frente a Colby Covington e Kamaru Usman, e procurava reerguer-se de novo na divisão de meio-médio.

Kevin Lee fazia a sua estreia nesta divisão. O americano lutou 14 vezes no peso-leve, mas a dificuldade em cortar o peso fizeram-no tomar a decisão de subir uma categoria. Com duas derrotas nos últimos três combates, era um começo novo para Lee.

Kevin Lee cumpriu com o prometido: entrar agressivo. No strike esteve muito competente e forte, a acertar bons golpes em Rafael. Pressionou o adversário junto ao octógono para tentar a projeção, mas no fim do round quem a conseguiu foi Dos Anjos.

Na segunda ronda Rafael Dos Anjos entrou com um strike mais preciso e a entender melhor a distância e timing do adversário. Lee manteve a pressão junto à jaula à procura da projeção. Ambos ainda trocaram golpes mas sem muita ação. Dos Anjos tentou uma submissão, sem sucesso.

Na terceira ronda foi o grappling que dominou. Rafael conseguiu projetar Lee num contra-ataque, e Lee projetou-o momentos a seguir. Tanto no clinch como no chão Dos Anjos teve mais agressivo: lançou vários golpes e manteve-se ativo face a alguma passividade do adversário. 

Rafael entrou na quarta ronda com um strike fortíssimo: eram visíveis os danos que os constantes pontapés na perna esquerda de Lee provocaram. Dos Anjos defendeu bem todas as tentativas de projeção, assim como esteve eficaz no clinch ao anular o adversário. Aproveitou que Lee falhou uma projeção e conseguiu uma montada fácil, que depois originou um triângulo de braço e o fim do combate. 

Rafael dos Anjos volta às vitórias
Fonte: UFC

Na conferência pós-combate Rafael Dos Anjos revelou a importância que era voltar às vitórias, e que vai continuar a procurar o sonho de ser campeão em duas divisões (relembro que o brasileiro já foi campeão de peso-leve). 

Kevin Lee utilizou as redes sociais para explicar que está desapontado com a derrota, e que não sabe o que se passou dentro do octógono.

Antonio Carlos Junior enfrentou Ian Heinisch na divisão de peso-médio, no co-main event da noite. 

O brasileiro vinha de cinco vitórias consecutivas e tencionava entrar no top 10 da divisão. Para isso sabia que tinha de utilizar o seu excelente jiu-jitsu para ultrapassar o seu adversário.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários