Anterior1 de 2Próximo

Com a saída do FIFA 20 mesmo aí a porta, no passado dia 10 de Setembro a EA Sports lançou o Demo do FIFA 20 para PS4, Xbox One e PC Origin. De imediato, milhões de jogadores descarregaram esta versão de demonstração e tiveram oportunidade de testar o jogo já muito perto da sua versão final. A realidade, é que a Demo lançada pela EA Sports é bastante limitada do que se calhar maior parte dos jogadores estavam à espera…

Com apenas o modo Champions League para jogar uma partida de quatro minutos cada parte e ainda um jogo do novo modo VOLTA Football em que figuramos com o Vinícius Júnior e num jogo de 3v3 em Amesterdão. No modo Champions League, só temos a opção de escolha em seis equipas, são elas: Chelsea, Borussia Dortmund, Liverpool, Real Madrid, PSG e Tottenham.

Como referido, o Demo não deu tantas opções como no passado. Mas, apesar disso a experiência dá para jogarmos offline ou até contra amigos através da Shareplay PS4 ou com o Parsec, uma aplicação no PC que permite jogar no mesmo computador como se estivéssemos a jogar na mesma sala com dois ou mais comandos.

É desta forma que o menu inicial do FIFA 20 estará organizado
Fonte: EA Sports

Mas passemos aquilo que interessa que são as primeiras impressões deste FIFA 20
e aquilo que podemos esperar do jogo. Claro que estas primeiras impressões são baseadas em opiniões que recolhi de pro players de FIFA portugueses e internacionais, streamers, amigos e até da minha própria experiência do jogo. Atentem que cada um tem a sua opinião sobre a sua experiência e todas devem ser respeitadas, porque cada um experienciou o jogo à sua maneira.

No que toca aos gráficos tudo está igual ao FIFA 19 e aquilo que melhorou foi a adição de algumas real faces de muitos jogadores. O ambiente e atmosfera dos estádios melhoraram ligeiramente e sentimo-nos mais envolvidos no ambiente, nos golos e nos falhanços.

Mas vamos lá abordar aquilo que interessa, a gameplay em si.
Rapidamente aquilo que notamos são as dinâmicas da bola, apesar das melhorias sobretudo no efeito dos passes, cruzamentos e remates a bola por vezes flutua demasiado e parece que está a saltar constantemente esperemos que isso altere na versão final. Uma das melhores mudanças é sem dúvida o passe, está muito mais preciso e o próprio jogo puxa mais um estilo de jogo à base do passe curto e do chamado 1-2.

Sterling, Hazard e Sancho são algumas das estrelas para o novo FIFA
Fonte: EA Sports
Anterior1 de 2Próximo

Comentários