Nesta temporada, com Paulo Alves e com a contratação de vários jogadores de qualidade, a equipa madeirense volta a apresentar nível para lutar pela subida de divisão. Aliada à qualidade da equipa, junta-se a  importância do fator casa. O campo do União da Madeira, na Ribeira Brava,  à semelhança da Choupana, será um dos terrenos mais complicados de se jogar para as equipas visitantes.

A equipa açoriana tem tido um bom início de campeonato e é uma das equipas favoritas à subida. Fonte: Santa Clara
A equipa açoriana tem tido um bom início de campeonato e é uma das equipas favoritas à subida.
Fonte: Santa Clara

O Académico de Viseu, equipa que ainda no ano passado lutou até ao fim para conquistar a manutenção na Segunda Liga, tem sido uma das surpresas do campeonato. Ou melhor, só tem sido surpresa para quem não conhece o elenco da equipa de Viseu. Com o experiente Francisco Chaló como treinador, a equipa beirã contratou muitos jogadores experientes de grande qualidade. Para a equipa de Viseu vieram jogadores como: Peçanha, Pica, Tarcísio, Fernando Ferreira, Sandro Lima, Luis Barry, João Mário, Rui Miguel, o que faz da equipa que atua no Fontelo uma das mais bem apetrechadas e mais bem preparadas para uma eventual subida, algo que é espelhado no primeiro lugar que a equipa ocupa na tabela. Há que dizê-lo, este Académico tem todas as condições para lutar pela subida de divisão.

Mais abaixo do Académico está o Santa Clara dos Açores. A equipa açoriana, uma das equipas que tem mais participações consecutivas na segunda liga, tem sido também uma das mais fortes na Ledman Liga Pro. À semelhança do Académico de Viseu, também entraram vários jogadores de Primeira Liga para o plantel da equipa açoriana. Casos de Thiago Santana, Minhoca, Marcelo. para além de outros jogadores vindos da Segunda Liga, mas com qualidade para mais. A equipa açoriana tenta voltar à Primeira Liga, depois de quase 20 anos na Segunda Liga. Depois de uma temporada agridoce da equipa açoriana, que teve um bom começo, mas que acabou o campeonato a meio da tabela, Carlos Pinto volta a assumir as rédeas dos insulares. O experiente técnico é talvez um dos mais competentes na Segunda Liga e será uma das chaves do sucesso da equipa dos Açores. Para já a equipa encarnada soma quatro vitórias em cinco jogos e ocupa o segundo lugar, logo abaixo do Académico.

Mas há mais. Para além das equipas já apresentadas existem outros candidatos de qualidade. À cabeça vêm os nomes do Penafiel, Famalicão, Cova da Piedade, Sp. Covilhã, Varzim, entre outras equipas que podem vir a lutar pela subida.

O que importa retirar neste texto é que a Segunda Liga não é fraca. Muito pelo contrário. Esta segunda liga está cada vez mais interessante.  A maioria das equipas joga um futebol ofensivo, vertical e com os olhos na baliza adversária. A qualidade dos intérpretes tem aumentado gradualmente e, hoje em dia, são vários os exemplos de jogadores de Primeira Liga que atuam em equipas de segunda. Numa altura em que se critica a falta de competitividade do futebol português, há que olhar para os exemplos da segunda liga. Faz falta que se olhe para  a segunda divisão do futebol português com outros olhos.

Até lá, esperemos pelo final da segunda liga. Só aí, muito provavelmente, é que iremos saber as equipas que irão conseguir a subida.

Foto de Capa: FC Arouca

Artigo revisto por: Beatriz Silva

Comentários