Lateral-esquerdo


Murilo – não contou na segunda metade da temporada anterior, tendo sido emprestado ao Sporting Gijón. Parece ter regressado para ficar e tem-lhe sido dada a responsabilidade de fazer todo o flanco esquerdo. A defender, ajusta-se na segunda linha de quatro da estrutura do Braga, à frente de Raul Silva, permitindo à equipa defender em 4-4-2. Terá a forte concorrência de Sequeira, mas, ainda assim, Carlos Carvalhal, à imagem do que era Nuno Santos no Rio Ave, parece preferir um jogador com características de extremo: velocidade e drible. Nesse capítulo, o brasileiro leva vantagem. Atenção ainda ao surgimento de Francisco Moura. O jovem de 21 anos tem dado boa conta de si nesta pré-época, inclusivamente, com golos. Após um ano de empréstimo à Académica, Moura regressa como um jogador enérgico e com uma excelente capacidade de definição no último terço difícil de encontrar num lateral da sua idade.