Atualmente ao serviço do Atlético de Madrid, Santiago Arias pertenceu aos quadros do Sporting nas épocas de 2011/2012 e 2012/2013. Formado na Colômbia, o defesa-lateral direito ingressou na equipa principal do Club Deportivo La Equidad aos 17 anos, fazendo na sua época de estreia 13 partidas.

Após três anos ao serviço dos Aseguradores, com um total de 27 jogos, rumou à Europa para integrar o conjunto leonino por 920 mil euros. No primeiro ano em Portugal disputou apenas 8 jogos, um total de 366 minutos, onde foi titular por 3 vezes. Tinha como concorrentes de posição João Pereira e Bruno Pereirinha.

Na temporada seguinte, época de 2012/2013, Miguel Lopes e Cédric Soares eram opção da equipa principal e, por isso, ingressou na equipa B, assumindo a titularidade e partilhando balneário com nomes como Francisco Geraldes, João Mário, Bruma, Ricardo Esgaio e Daniel Podence. Disputou 28 jogos na Segunda Liga, apontando 1 golo. Foi chamado por duas vezes à equipa principal, participando no jogo da 3ª eliminatória da Taça de Portugal, que ditou a eliminação do Sporting CP frente ao Moreirense FC, por 3-2, e somou 45 minutos a contar para a 7ª jornada da Primeira Liga, jogando a primeira parte no empate a zero frente à Académica OAF.

Na pré-temporada da época 2013/2014 foi vendido ao PSV Eindhoven por 675 mil euros. Fez dois jogos pela equipa B e 32 pela equipa principal, maioritariamente como titular. Foi destaque e tornou-se peça fundamental na seleção colombiana. Em 5 épocas nos Red White Army fez 174 jogos e marcou 10 golos, conquistando por três vezes a Eredivisie e a Johan Cruijff Schaal por duas.

O lateral colombiano dispôs de poucas oportunidades em Alvalade
Fonte: PSV Eindhoven
Anúncio Publicitário

Em 2018/2019, Arias rumou ao Atlético de Madrid, por 11 milhões de euros. Foi aposta válida na época passada para Diego Simeone, jogando em 33 dos 51 jogos da época, regularmente como titular. No único troféu conquistado pelos Colchoneros, a Supertaça Europeia 2018, frente ao Real Madrid, vitória por 2-4 (a.p), foi convocado, mas não somou qualquer minuto na partida. Na presente temporada tem sido segunda opção, jogou em 11 dos 38 jogos até agora decorridos, começando 9 como titular. Tem como concorrência Kieran Trippier, vindo do Tottenham por 22 milhões de euros.

Com apenas 10 jogos pela equipa principal dos leões, Santiago Arias saiu de Alvalade sem deixar marca. Provou em outras terras que, de facto, é jogador de qualidade e consistência. Com o treinador certo, teria sido aposta? Seria ele inferior às restantes opções? As provas dadas na equipa B também nos levam a questionar a transição feita entre a formação/equipa B e equipa principal.

 

Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários