Nas camadas jovens, também existem jogadores que conseguem revelar-se e destacarem-se ao ponto de serem grandes promessas do futebol nacional, mesmo não tendo a mesma visibilidade que outros jogadores da sua geração. Nesta temporada, David Tavares foi aquele que na minha opinião, mais se evidenciou nesse sentido.

David Tavares é um jovem de 19 anos que durante a sua formação passou pelo Atlético do Tojal, pelo GS Loures e pelo Sporting CP. Há dois anos atrás, trocaria o Sporting CP pelo rival da Segunda Circular. Actuava preferencialmente a extremo e foi nessa posição que se destacou na época passada, no seu primeiro ano de júnior, onde com os juniores de maior potencial a jogarem todos na equipa B, a sua qualidade técnica acabava por sobressair numa equipa com pouca qualidade.

Nesta temporada, com o aparecimento da geração de 2000, David Tavares tinha perdido espaço na equipa de João Tralhão, mas ao chegar a Fase de Apuramento do Campeão, ele aparecia surpreendentemente no onze como médio. E seria no miolo, que David Tavares se tornaria numa das peças fundamentais para a conquista do título nacional de juniores.

As suas exibições valeram-lhe a renovação do seu contrato até 2023
Fonte: SL Benfica

Dono de uma estatura física acima da média para a sua idade (190 cm), David Tavares é um jogador com uma incrível capacidade de recuperar bolas. Também é um jogador bastante agressivo e aguerrido que nunca dá um lance por perdido. E depois, alia essas suas características físicas à sua capacidade técnica e de leitura de jogo, tendo sido já comparado a Patrick Vieira pelo seu pulmão e qualidade técnica.

Anúncio Publicitário

Porém, também existem aspectos em que David Tavares precisa de crescer e amadurecer. Acima de tudo, precisa de moderar a sua agressividade, visto que foi expulso duas vezes nesta temporada devido a entradas imprudentes. Para se conseguir afirmar no futebol sénior também ainda precisa de juntar mais alguma massa muscular (71 kg) à sua altura, bem como aprimorar as suas qualidades técnicas perante adversários de outra tarimba.

Há-que realçar também o excelente trabalho de João Tralhão ao transformar um extremo mediano num box-to-box de grande potencial. Quanto ao futuro, David Tavares deverá na próxima época competir pela equipa B e/ou de sub-23. E, mais importante do que crescer nos aspectos que já aqui mencionei, será fundamental que ele seja um bom profissional e que mantenha a cabeça no lugar para conseguir confirmar o seu potencial.

Foto de Capa: SL Benfica