Com os cinco golos apontados frente ao Vitesse, em partida da sexta jornada do campeonato holandês, Donyell Malen, saltou para a ribalta e para as páginas dos jornais. O avançado do PSV Eindhoven conseguiu um feito na Eredivisie cujo último protagonista tinha sido o ex-sportinguista Bas Dost quando, em 2011, ao serviço do SC Heerenveen, marcou os cinco golos da vitória frente ao SBV Excelsior.

Neste início de época fulgurante, o avançado holandês conta com seis golos em cinco jogos disputados para o campeonato, assim como quatro jogos, dois golos e duas assistências na Qualificação para a Liga Europa e dois jogos, um golo e duas assistências nas rondas preliminares da Liga dos Campeões. Um começo auspicioso e que tem colocado Malen nas bocas do mundo, ou pelo menos da Europa, e que merece a atenção e cuidado do Sporting CP quando enfrentar o PSV nesta edição da Liga Europa.

Com uma técnica fora do comum e a astúcia do “futebol de rua”, Malen não é o típico número “9” a que estamos habituados. Forte a segurar a bola para dar tempo à equipa de subir, o avançado holandês fá-lo não pela força mas pela qualidade técnica e controlo da bola. Malen consegue também dar profundidade ao jogo e esticar nas costas da defesa ou arrastar o jogo até aos corredores, à semelhança de outro “9” moderno, o seu compatriota Memphis Depay. Em suma, um jogador rápido, criativo e móvel, um “9” dos tempos modernos, com um apurado sentido de golo.

As exibições recentes de Malen valeram-lhe a chamada à seleção da Holanda neste mês. Sob o comando de Ronald Koeman, o avançado marcou na estreia pela seleção holandesa e logo contra um gigante do futebol mundial, a Alemanha. Uma olhada rápida para o seu percurso de laranja ao peito confirma-nos que Malen foi internacional por todos os escalões do seu país. Degrau a degrau o jogador foi cumprindo o seu caminho em representação da Holanda, com golos em todas as seleções jovens em que jogou.

Malen marcou na sua estreia pela seleção principal da Holanda
Fonte: PSV Eindhoven

Depois de passar pela formação do AFC Ajax, o holandês assinou com o Arsenal FC em 2015, rejeitando na altura Manchester United FC e Chelsea FC, justificando a escolha pela admiração que tinha por uma lenda do clube e do seu país: Dennis Bergkamp. Malen destacou-se nas camadas jovens do clube londrino e assinou contrato profissional com os Gunners no ano seguinte. Em 2017/2018 integrou os trabalhos de pré-época da equipa principal do clube e foi elogiado por Arsène Wenger, mas acabou por ser vendido nesse defeso ao PSV Eindhoven, para grande frustração dos adeptos do Arsenal.

O jovem avançado começou a jogar na equipa secundária do PSV, acabando por se estrear na equipa principal a 3 de fevereiro de 2018, na vitória por 4-0 frente ao PEC Zwolle. Até ao final da época, fez mais 3 jogos pela equipa principal e sagrou-se campeão nacional, terminando também como melhor marcador da equipa secundária do PSV, com 13 golos em 22 jogos disputados.

A época 2018/2019 foi a época de afirmação de Malen na equipa principal do clube de Eindhoven, com o avançado a totalizar 42 jogos e 11 golos marcados. Apesar de não ser sempre primeira escolha, o avançado foi quase sempre chamado a jogar a partir do banco e deixou a sua marca na equipa. Esta época o avançado conquistou de vez a titularidade na equipa de Mark Van Bommel e está a viver o melhor período da sua ainda curta carreira.

Foto de Capa: PSV 

Artigo revisto por Diogo Teixeira

Comentários