Rui Jorge, selecionador sub-21 da seleção portuguesa, afirmou, no Canal 11, que conhecia o Nuno Pereira, que jogava no CD Fátima, em 2019/2020. Para desfazer qualquer desconhecimento, apresentamos, aqui, o médio que tem feito as delícias no Leixões SC Sub-23.

Com a formação feita maioritariamente no Vitória SC, o jovem acabou por fazer o último ano de júnior no FC Vizela, onde deu muito nas vistas. Dotado de uma capacidade técnica muito refinada, Nuno Pedras – assim o designam no mundo do futebol – acabou por ter uma época de estreia como sénior com dois momentos. Começou a temporada transata no CD Fátima onde mostrou algumas das habilidades que o reconhecem, mas, na segunda metade da época, o atleta de 20 anos sentiu dificuldade em adaptar-se ao estilo do SC Maria da Fonte.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Como sair da cabine telefónica ☎️🎩 @pedras10

Uma publicação partilhada por @ jovenspromessastv a

Agora no Leixões SC Sub-23, o jovem, natural de Guimarães, tem espalhado magia na Liga e deixado muito boas indicações para o futuro. A atuar preferencialmente como médio ofensivo, o jogador tem uma capacidade ímpar para jogar dentro daquilo que se chama “cabine telefónica”. O atleta apresenta ferramentas e inteligência para sair sempre de qualquer situação com qualidade.

Anúncio Publicitário

 

Além da panóplia de recursos técnicos, o médio joga muito bem em espaços curtos. Tem uma visão de jogo bastante evoluída e uma qualidade de passe curto e longo. Apesar de não ser um corredor, Pedras tem velocidade. Consegue levar a equipa para terrenos adiantados e reage muito rápido à perda da bola. Intenso a defender, o jovem gere bem os momentos de jogo e está sempre disponível a ter bola no pé. Com 1,71 metros e a lembrar outros mágicos que bem reconhecemos, não estranhem se, mais ano menos ano, o virmos a jogar nos grandes palcos portugueses.

Artigo revisto por Mariana Plácido

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome