Anúncio Publicitário

No BnR TV desta semana, tivemos a presença de Bruno de Carvalho, antigo presidente do Sporting CP, onde se falou sobre a atualidade do Futebol Português e do clube leonino. A questão do ataque à Academia de Alcochete foi outro assunto abordado ao longo do programa.

Bruno de Carvalho mostrou-se “solidário com a equipa do SL Benfica” depois do ataque ao autocarro dos encarnados e que a comunicação social não tratou da mesma forma este acontecimento como o do ataque à Academia dos leões.

Anúncio Publicitário

O antigo presidente do Sporting CP voltou a reafirmar a influência, dentro e fora das quatro linhas, dos “dirigentes do SL Benfica” e de Luís Filipe Vieira. Quanto a uma possível aliança entre leões e encarnados, Bruno de Carvalho acredita existir sim “uma canibalização” por parte das águias.

Quanto aos momentos ainda como presidente, BdC falou sobre a relação com Jorge Jesus (treinador dos leões de 2015 a 2018), sobre o Academia de Alcochete e do respetivo processo judicial. No que diz respeito aos erros enquanto presidente, Bruno de Carvalho acabou por enumerar os três piores.

Ainda em relação ao presente do clube leonino, o antigo dirigente verde e branco referiu que tanto no futebol sénior como nas modalidades existe, neste momento, uma “limpeza étnica” e que todos aqueles que simpatizam com BdC ou têm relações com o mesmo são dispensados pela direção de Frederico Varandas, levando a perda de competitividade dos planteis das várias modalidades do Sporting Clube de Portugal.

Bruno de Carvalho tem como grande objetivo “recuperar o bom nome” perdido e quanto à possibilidade de voltar a candidatar-se a presidente dos leões a resposta foi clara: «Eu gostava de ser candidato com Frederico Varandas e com outra pessoa qualquer para dar mais “gozo” quando ganhar». Os sonhos do antigo presidente dos leões continuam a ser vencedor do campeonato e “fazer frente a situação que não agradam, como a corrupção e o desvirtuar da verdade desportiva”.

Anúncio Publicitário