Sérgio Conceição responde ao BnR: «Muito da estratégia ofensiva passou por ter esta postura para criar dificuldades e explorar aquilo que eu acho que são algumas das fragilidades do nosso adversário»

    Sérgio Conceição levou o FC Porto à conquista de mais uma Taça de Portugal, depois dos dragões baterem o Sporting por duas bolas a uma.

    Sérgio Conceição esteve presente na sala de imprensa do Estádio do Jamor, após a vitória do FC Porto frente ao Sporting por duas bolas a uma. O técnico respondeu a uma pergunta do Bola na Rede.

    BnR: Antes de mais muitos parabéns pela conquista da Taça de Portugal. Na primeira parte o Porto atacou muito pelo lado direito com o Francisco Conceição suportado pelo João Mário e o Pepê e o Evanilson em constantes ruturas a atacar a última linha. Ao intervalo abdica do João Mário, e o Pepê passa a funcionar como um lateral direito muito por dentro, mantendo esta função das ruturas com o Evanilson. Ter um ponta de lança sempre a prender os centrais compensou deixar o Francisco Conceição com menos apoio e qual a importância do Pepê funcionar como elemento a mais por dentro?

    Sérgio Conceição: Foi uma boa análise da sua parte. Não sei se esteve a estudar depois do jogo, mas foi uma boa análise. Na primeira parte, até à expulsão… o que originou a expulsão foi isso. Atrair do lado da bola e do lado contrário à bola explorar aquilo que é a última linha do Sporting. Acho que não foi por sair um jogador e entrar outro. Acho que o Francisco Conceição, o Galeno, o Gonçalo Borges, os nossos alas desequilibram com grande facilidade e chamam a eles no mínimo uma cobertura. E se nós tivéssemos feito aquilo que fizemos na primeira parte mas com mais espaço, ou seja mais longe da baliza adversária, teríamos mais espaço para atacar e seríamos mais eficazes. Quando nos faltou esse espaço tivemos mais algumas dificuldades. Até porque o Nico estava a levar mais um homem do Sporting para aquela zona e nós termos o Pepê por dentro era exatamente para continuarmos a fazer esse tipo de movimentos a romper por dentro com o Francisco Conceição por fora. Uma ou outra vez conseguimos. Não dessa forma, mais pelo corredor central com o Evanilson. Muito da estratégia ofensiva passou por ter esta postura para criar dificuldades e explorar aquilo que eu acho que são algumas das fragilidades do nosso adversário.

    Sabe mais sobre o nosso projeto e segue-nos no Whatsapp!

    Bola na Rede é um órgão de comunicação social de Desporto, vencedor do prémio CNID de 2023 para melhor jornal online do ano. Nasceu há mais de uma década, na Escola Superior de Comunicação Social e em forma de programa de rádio.

    Desde então, procura ser uma referência na área do jornalismo desportivo e de dar a melhor informação e opinião sobre desporto nacional e internacional. Queremos também fazer cobertura de jogos e eventos desportivos em Portugal continental, Açores e Madeira.

    Podes saber tudo sobre a atualidade desportiva com os nossos Última Hora e não te esqueças de subscrever as notificações!

    A 28 de outubro de 2019, avançámos também com introdução dos programas em direto, através do canal BOLA NA REDE TV, no Youtube.

    Além destes diretos, temos também muita informação através das nossas redes sociais e em vários modelos de podcasts.

    Se quiseres saber mais sobre o projeto, dar uma sugestão ou até enviar a tua candidatura, envia-nos um e-mail para [email protected]. Desta forma, a bola está do teu lado e nós contamos contigo!

    - Advertisement -

    Subscreve!

    PUB

    spot_img

    Artigos Populares

    Chelsea oficializa contratação de Estevão para o mercado de 2025/26

    O Chelsea confirmou a contratação de Estevão. O jovem...

    Geórgia e Chéquia empatam no Euro 2024

    A Geórgia e a Chéquia empataram a um golo...

    Diana Gomes renova com o Sevilha até 2025

    O Sevilha confirmou a renovação do contrato com Diana...

    Eis os onzes oficiais de Portugal e da Turquia para o Euro 2024

    Já há onzes oficiais para o jogo entre Portugal...