No Mourinhos vs. Guardiolas desta semana, tivemos a presença de João Pereira, treinador adjunto da seleção moçambicana. No programa abordou-se a sua curta experiência e também o contexto que se vive no Futebol em Moçambique.

O jovem adjunto confidenciou-nos as experiências que teve nos estágios no Real Bétis Balompié, no Entraicht Frankfurt FAG e no Manchester City FC onde aprendeu bastante. Mas relembrou: «com estes estágios posso dizer que sou um “ladrão de ideias”, mas com eles quero construir a minha própria verdade». João Pereira elogiou também Luís Freire, anterior convidado do Mourinhos vs. Guardiolas e treinador do CD Nacional.

No programa, o adjunto de 28 anos relembrou ainda o momento em que teve oportunidade de estar à frente de uma equipa sénior de Futsal, que o preparou da melhor forma para ter o seu percurso atual. Não esqueceu também da experiência nas camadas do FC Porto e o contato que teve com os jovens jogadores como Tomás Esteves, Romário Baró ou Vítor Ferreira.

Quanto a dar o salto para tomar as rédeas de uma equipa como timoneiro principal, a resposta foi clara: «Sim, quero ser treinador principal, mas quando sentir-me preparado para isso e como quero estar preparado. Se me sinto preparado para sê-lo? Sim, mas não como eu quero».

Anúncio Publicitário

 

Artigo revisto por Joana Mendes