À boleia das duas rodas, o BnR TV Modalidades teve as presenças de Sérgio Paulinho e Tiago Machado, experientes ciclistas da equipa Efapel. As experiências durante a carreira e o futuro da modalidade pós-pandemia foram os temas em destaque durante o programa.

Das bonitas história ao longo das carreiras, recordou-se a inédita medalha de prata de Sérgio Paulinho em Atenas de 2004 e Tiago Machado não esqueceu do Le Tour de France de 2014 com a NetApp–Endura. O ciclista famalicense ainda confessou o «amor pelo SL Benfica», contudo, de frisar que acabou por ter propostas dos encarnados e recusou-as.

Impossível não tocar na história entre o Lance Armstrong e Alberto Contador na Astana. Sérgio Paulinho afirmou que o ano de 2009 foi muito bom, porém, a reunião em Andorra piorou o ambiente que se vivia na equipa cazaque.

Parados, pelo menos a nível competitivo, a grande questão agora é como há de voltar. A Volta a Portugal ainda não tem plano para esta nova realidade, porém, Sérgio Paulinho e Tiago Machado acreditam que esta podia acabar por seguir o mesmo esquema que aconteceu no Paris-Nice ainda este ano.

Anúncio Publicitário

«Se o Futebol arrancou, então as outras modalidades deviam arrancar também», confessou Sérgio Paulinho. Porém, foi uma opinião partilhada por Tiago Machado: «Não se esqueçam que o Ciclismo também gera dinheiro e temos que ver que existem família que vivem do Ciclismo. Não havendo Volta [a Portugal] é um duro golpe na modalidade e pode terminar com muitos postos de trabalho».

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

Comentários