Foram 242 artigos de opinião, 10 entrevistas exclusivas e o início de uma belíssima aventura na área multimédia, com a criação de mais de 30 lives no Facebook, Youtube e Instagram – quase todos com convidados especiais -, a publicação de novos podcasts e ainda a transmissão de jogos em direto no site.

A quarentena abriu caminho para fazermos um trabalho ainda mais dedicado, e nós, com competência e procurando a melhor qualidade possível, encarregámo-nos de fazer o resto. Os números de abril não enganam: este mês foi, de longe, o melhor e mais produtivo da nossa história (ou seja, desde outubro de 2013, data de fundação do site):

Fonte: Google Analytics

Trabalhámos e procurámos inovar para que vocês se mantivessem desse lado, e a resposta foi positiva. Ainda assim, este caminho não tem sido fácil, até porque sabemos que não temos os argumentos e o poder de outros órgão de comunicação social. Tentamos lutar contra preconceitos e dar a maior atenção possível a todos os clubes, ainda que, por vezes, esse nosso foco seja desencorajado pelas próprias entidades.

Temos boas relações e somos bem tratados por quase todos os clubes, mas, infelizmente, ainda sofremos com a indiferença e desvalorização por parte de certos agentes desportivos que estão no meio. O desporto em Portugal não pode crescer, enquanto clubes de Primeira Liga – que até reclamam por maior atenção mediática – continuarem a negar-nos acreditações em jogos grandes por “não haver espaço”, ou diretores de comunicação rejeitarem-nos entrevistas, sob o pretexto de que estão “à espera de um contacto de um órgão de comunicação social maior”. Estas situações entristecem-nos, admitimos.

Anúncio Publicitário

Do nosso lado, estamos a procurar fazer o melhor por nós, por vocês e pelo desporto em Portugal. Se já errámos? Sim. Se vamos continuar a errar? Também. Mas continuamos a lutar pela igualdade de oportunidades e a acreditar muito nas nossas ideias. O rigor, a descontração, a juventude e a dedicação vão estar sempre presentes no nosso percurso.

O caminho está traçado e nós queremos que o percorram connosco. Vamos continuar a crescer e contamos convosco.

Obrigado.