Anterior1 de 6Próximo

A estrear a secção de entrevistas no eSports, os nossos primeiros convidados são Gonçalo Brandeiro founder & CEO da Apogee Gaming e Gonçalo Brandão mais conhecido como “” no mundo dos eSports. Esta entrevista pretende dar a conhecer mais a fundo o mundo dos eSports em Portugal, a evolução desta modalidade e como é gerir uma organização de eSports do ponto de vista directorial bem como, estar à conversa com o Troppez que se sagrou o Campeão Nacional no passado mês de Junho ao vencer na Moche XL eSports a Liga Portuguesa 1vs1 da FPF eSports, com um prizepool de 6 mil euros. A entrevista irá começar por falar com o Gonçalo Brandeiro CEO dos Apogee Gaming e de seguida, com o Gonçalo “Troppez” Brandão.

Bola na Rede: Olá Gonçalo. Muito obrigado por ter chegado até nós para a realização desta entrevista. Como editor do espaço de eSports é um prazer ter-vos aqui e podermos falar de algo que nos apaixona a ambos. Antes de mais, perguntar o que o levou à criação da Apogee Gaming em Novembro do ano passado?

Gonçalo Brandeiro: Olá Francisco. Sempre um prazer falar sobre esports e obrigado pela oportunidade. Foram vários os motivos que levaram à criação da Apogee. Estava insatisfeito com o pouco apoio que nós, managers, tínhamos no Estoril Praia. Via managers a dar dinheiro do próprio bolso para levar jogadores aos eventos. Para isso mais valia dar dinheiro para a minha própria marca, pensei eu. Fui convidado para ir para uma das maiores organizações de Portugal mas já não conseguia tirar a ideia de criar a minha organização da cabeça (algo que já tinha feito antes mas na vertente de criação de conteúdo). No final, o coração e o incentivo de uma pessoa especial e jogadores fizeram-me dar o passo.

BnR: Sabemos que o mundo dos eSports é sempre um mundo difícil de começar sobretudo em Portugal, o que vos motivou a apostar desde o início da multigaming no FIFA?

GB: Um motivo invulgar. Na altura estava muito ligado ao Rocket League que tinha muitos torneios diários na Gfinity, assim como o FIFA. Isso aliado ao facto de ser muito amigo do CEO dos Excel que competem no franchise da Gfinity levaram-me a escolher esses dois jogos, para eventualmente pôr portugueses a competir no franchise. Com a procura de jogadores, fui descobrindo a incrível comunidade de FIFA portuguesa e isso só me fez querer apostar mais no FIFA.

BnR: Gostava de antes de avançarmos, saber um pouco mais sobre a sua formação e de onde cresceu esse bichinho sobre os eSports?

GB: Desde os 15 anos (já tenho 25) que estou activamente ligado ao gaming quando comecei a fazer montagens para o Youtube. Fiz gestão de alguns clãs de criação de conteúdo para o Youtube com bastante sucesso, um deles o meu próprio. Apesar disso nunca tinha considerado como uma opção de carreira o gaming, até porque detestei programação de vídeojogos quando experimentei. Tive em 2 cursos e saí dos 2. Nada me preenchia. Não sabia o que fazer e voltei à criação de conteúdo e ao gaming. Experimentei também competir em Call of Duty com alguns amigos e, de repente tudo pareceu tão óbvio. Se eu adoro gerir equipas, como já o tinha feito, e se eu adoro gaming e desporto (esports) o meu futuro só pode passar por manager de esports. Finalmente considerei carreira em gaming. Finalmente descobri a minha vocação.

BnR: A multigaming teve início a Novembro de 2018 e logo ao início apostaram no FIFA e num jogador conhecido por toda a gente neste momento, o Tuga810. Mas existiram mais jogos a que a Apogee se inclinou em apostar?

GB: Criámos equipas no FIFA e no Rocket League ao início. Explorei literalmente todos os jogos que passaram pela minha cabeça. Tivemos também no Call of Duty a certa altura. O FIFA prevaleceu mas estamos atentos aos principais jogos. Prefiro ter menos jogos e conseguir dar mais apoio a esses do que ter os recursos espalhados.

BnR: Pegando naquilo que falei anteriormente, o Tuga810 foi dos vossos primeiros atletas inicialmente já viam o grande potencial que ele atingiu até este momento no mundo do FIFA?

GB: Todos os 4 atletas de FIFA que contratámos nesta época tinham esse potencial. Dois deles tiveram uma dedicação e ética de trabalho incriveís. Um é o melhor português actualmente a nível internacional (Diogo Pombo) e o outro é o campeão de Portugal (Gonçalo Brandão).

Á esquerda Vasco Brito jogador 1v1, no meio Gonçalo Brandeiro CEO Apogee Gaming, á direita Tuga810 antigo jogador Apogee Gaming
Fonte: Apogee Gaming
Anterior1 de 6Próximo

Comentários