Anterior1 de 2Próximo

entrevistas bola na rede

O jovem talentoso André Teixeira, de 23 anos, tem realizado uma época de grande nível ao serviço do Leixões SC, sendo um dos jogadores em maior destaque na Segunda Liga Portuguesa. Formado no FC Porto, onde foi capitão de equipa nos escalões de formação, chegou a internacional nas seleções jovens de Portugal e passou também por clubes como o Belenenses, Trofense e Mafra. Um valor seguro do futebol Português que a curto prazo estará no patamar de Primeira Liga, pois potencial e margem de progressão não lhe faltam.

Bola na Rede (BnR): Fizeste a formação num grande clube como o FC Porto, foste internacional pelas seleções jovens de Portugal, sentiste muitas diferenças na mudança para o Belenenses?

Andre Teixeira (AT): Não senti muitas diferenças, o Belenenses é um clube de dimensão relativamente grande, já foi campeão nacional e as condições que nos ofereciam eram boas.

BnR: Muitos jovens jogadores sentem dificuldade na transição do futebol de formação para o futebol sénior, isso aconteceu contigo?

AT: Senti um pouco, ainda para mais vinha da formação do FC Porto, onde na maioria dos jogos a bola quase não chegava a defesa, estávamos quase sempre com bola e em ataque, no futebol sénior isso não acontece. Eu comecei na Segunda Liga, que é muito competitiva, os ritmos as intensidades são diferentes e é normal sentir alguma dificuldade no início.

BnR: Estas num clube histórico como o Leixões, com uma massa adepta enorme e muito entusiasta e por vezes muito exigente. Como jogador sentes essa pressão?

AT: Não sinto pressão, sinto exigência, e isso é bom. Quem quer ser jogador tem que estar preparado para isso, o jogador tem de saber lidar com isso, e no fundo os adeptos só nos querem ajudar.

BnR: Concordas que o Leixões é um gigante adormecido, um clube claramente de Primeira Liga?

AT: Sim, sem dúvida, mesmo em termos de condições, que são bastante boas, e pelo seu passado, já ganhou uma Taça de Portugal e poucos clubes se podem gabar de ter a história do Leixões. Acredito que com esta nova direção e com este projeto podem acordar o gigante adormecido.

BnR: Como avalias a época ate ao momento, quer individual quer coletivamente?

AT: Individualmente penso que tenho feito uma boa época, bastante regular. Coletivamente as coisas não estão a correr bem ao nível dos resultados, a equipa joga bem mas os resultados não aparecem, mas temos condições para fazer mais e melhor e penso que vamos conseguir fazer um campeonato tranquilo.

André Teixeira em acção pelo Leixões Fonte: Leixões SC
André Teixeira em acção pelo Leixões
Fonte: Leixões SC

BnR: Este fim-de-semana vão jogar com o Oriental para a Taça de Portugal, o Leixões tem muita tradição nesta competição, acreditas no sonho de chegar ao Jamor?

AT: Sonhar todos podemos sonhar, acredito que se trabalharmos se dermos sempre tudo em campo podemos fazer uma gracinha, mas neste momento o objetivo é jogo a jogo, tentar passar a próxima eliminatória.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários