Anterior1 de 2Próximo

Cabeçalho Futebol Nacional

17 jogos! 17 derrotas! 10 golos marcados! 89 golos sofridos!

O sol que não brilha em Parchal, Lagoa.

Percorremos Portugal de lés-a-lés. Encontrámos neste imenso e apaixonante país à beira-mar plantado quatro realidades distintas e ao mesmo tempo semelhantes.

Após a ida a Penafiel (ver texto aqui), fomos descendo pelo nosso Portugal até ao próximo destino. Uma viagem longa mas que se fez com um sorriso nos lábios e uma incessante busca por esta realidade do Futebol Português que a cada quilómetro nos apaixona mais.

A segunda paragem foi assim na região algarvia. Aqui estamos nós: bem-vindos ao Parchal, localidade do concelho de Lagoa, onde habitam cerca de 4000 pessoas e também a ASSOCIAÇÃO RECREATIVA DESPORTIVA E CULTURAL MENTES DO DESPORTO.

Nascida em 21/12/2015, estando na sua segunda época de futebol sénior, militando na Segunda  Divisão da Associação Futebol do Algarve, a ARDC Mentes do Desporto, e mesmo apesar da sua localizada privilegiada, ainda não sabe esta época o que é vislumbrar a luz do sol, e nem mesmo o nascer desse mesmo sol se consegue mirar no horizonte. Talvez porque todos os dias tenham sido dias de Inverno, de um Inverno rigoroso, tal como é o dia de hoje, onde o sol se esconde e o vento nos quebra.

O que há a dizer deste clube que completou há pouco dois anos? Muito mais do que possam pensar. Talvez tanto que não conseguiremos explanar o suficiente por estas palavras.

Não foi fácil chegar à realidade deste clube. Não foi fácil ouvi-lo. E mesmo ouvindo-o, ou ouvindo parte dele, tivemos de o fazer atentamente, tal como quando ouvimos uma criança de dois anos que fala mas que nem sempre se entende à primeira o que quer dizer.

O estádio da ARDC Mentes do Desporto é o menor de todos os problemas do clube Fonte: algarveinformativo.blogspot.pt
O estádio da ARDC Mentes do Desporto é o menor de todos os problemas do clube
Fonte: algarveinformativo.blogspot.pt

As dores do nascimento.

A verdade é que após uma primeira época de futebol sénior – época 2016/2017, em que as coisas até não correram mal para um recém-nascido – Décimo-quarto lugar entre 17 equipas, cinco vitórias e seis empates em 30 jogos, a segunda época tem sido um desastre: 17 jogos, 17 derrotas, 10 golos marcados e 89 sofridos.

Não conseguimos obter respostas de alguém da direcção ou de algum membro do actual do plantel, mas obtivemos o testemunho na primeira pessoa de quem acompanhou o início deste segundo ano do Clube. Luís Ralha é o seu nome.

Luís Ralha foi entre Julho e Novembro de 2017, o Presidente da Direcção da ARDC Mentes do Desporto. Com 48 anos, funcionário público/militar desde 1991, jogou futebol e futsal nas distritais do Algarve, autodenomina-se como “uma pessoa trabalhadora, honesta, humilde e de fácil trato”. Mas, no final de contas, sente-se, de certa forma, enganado e magoado.

Luís Ralha declara que aquando da sua chegada ao clube “a finalidade seria dar a conhecer a ARDC MD, dar-lhe visibilidade, fazendo assim crescer a Associação”. No entanto as dificuldades do Clube foram sentidas logo à nascença. Apesar do apoio da Junta de Freguesia, da União de Freguesias Estômbar/Parchal e também da Câmara Municipal de Lagoa ao facultar o Complexo Desportivo de Estômbar para treinos e o Estádio Municipal da Bela Vista, em Parchal (com instalações fantásticas para um clube da Segunda Divisão Distrital) para treinos e jogos oficiais, a verdade é que não houve grande receptividade da população.

Mas como se explica que um clube de Futebol com instalações desta qualidade ao seu dispor e que cria no imediato uma equipa de futebol sénior, não consiga captar a atenção generalizada da população e até mesmo o seu entusiasmo? A resposta dá-a o Ex-Presidente. “No concelho de Lagoa existem mais de 30 colectividades, sendo algumas delas históricas, mesmo não tendo nas suas actividades o futebol sénior. São colectividades uma delas com 30 anos, outra com mais de dez, e o carinho das pessoas está virados para associações como estas, tornando-se difícil assediar essas pessoas para novas colectividades como a ARDC Mentes do Desporto.” Mas mais que isto. Segundo o Ex-Presidente, também algumas das pessoas que estavam e estão à frente desta “pequena criança” são personalidades que não ajudam a que se crie esse carinho e esse sentimento de unidade. Mas disso falaremos adiante.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários