cab reportagem bola na rede

Cheguei em Portugal há pouco mais de uma semana. Vim passar dois meses no país com a intenção de visitar a minha namorada e é claro como um bom amante do futebol, aproveitar a oportunidade de conhecer mais o esporte na Europa e em especial em Portugal. Minha morada é no Porto. Planejei essas férias para coincidirem com o calendário do futebol local, afinal que graça teria eu estar em Portugal sem que houvesse campeonato em disputa!? Nesse momento faço uma ressalva e digo que a minha namorada sabe disso e compreendeu. Pelo menos eu creio nisso.

Pisei em solo português justamente no dia do primeiro jogo do campeonato. Desde o Brasil eu já havia programado alguns jogos para ir e o primeiro jogo que assisti foi da equipe de maior torcida da cidade do Porto, o Futebol Clube do Porto. Porto e Estoril se enfrentaram no Dragão apenas três dias após a minha chegada.

Fui cedo para o jogo, cerca de três horas antes de começar a partida. Geralmente sempre chego muito cedo aos jogos, gosto de presenciar, gravar e conversar com os torcedores que vão chegando. Se tratando do meu primeiro jogo na Europa aí que eu teria que chegar cedo mesmo. Peguei o metro no centro da cidade do Porto e desci na “Estação Estádio do Dragão”. Ao subir as escadas rolantes me deparei com o majestoso estádio crescendo em meus olhos. O Dragão é lindo.

Visita ao Dragão foi marcante
Visita ao Dragão foi marcante

Com todos os ingressos vendidos antecipadamente a estreia do Porto no Campeonato Português se fazia muito esperada entre os adeptos. Presenciei muitos turistas com a camisa do Porto e animados em terem a oportunidade de irem ao jogo. Claro eu era um deles. Entretanto, não fui como adepto e sim como um apaixonado por futebol. Profissionalmente tentei extrair questões que envolvem o jogo que vão além da visão de um adepto.

Anúncio Publicitário

Após algumas conversas com os adeptos resolvi que era o grande momento de entrar no estádio e me dirigir à cabine de imprensa do Dragão. Os portões se abriram uma hora e meia antes da bola rolar. A cada minuto que se passava a minha ansiedade aumentava e pensava a todo o momento, “É o meu primeiro jogo na Europa.” Parece banal, mas quem mora na América do Sul e ama o futebol sabe o que isso significa. Ainda mais se tratando de acompanhar um jogo do Porto que possui uma rica história e disputa anualmente as fases principais da UCL.

Quando os times entraram em campo, os bandeirões – proibidos em vários estádios no Brasil – foram erguidos. Os adeptos Portistas cantavam seus cânticos sem cessar. Os adeptos do Estoril – em menor número evidentemente – também estavam presentes para apoiar a sua equipe. O resultado final foi quatro a zero para os donos da casa. Mas para mim o resultado não importou. Nesse jogo não fui para analisar a partida e sim para me certificar do quanto eu sou apaixonado por esse esporte e do quanto o futebol é importante em uma sociedade.

Comentários