cab reportagens bola na rede

A final da Champions disputa-se, dentro de momentos, no Estádio da Luz e vai opôr, pela primeira vez, dois rivais do mesmo país: Real e Atlético de Madrid.  Os merengues procuram a sua 10.ª Liga dos Campeões, enquanto que os colchoneros buscam a sua primeira. Tudo vai ser decidido em Lisboa, na capital vizinha de nuestros hermanos. O Estádio da Luz acolhe as duas equipas espanholas e o Bola na Rede encontrou dois adeptos espanhóis que estão a viver em Portugal. Angel del Real é adepto incondicional do Atlético e Alvaro Velasco não consegue viver sem o Real Madrid. Como será que estes dois adeptos espanhóis estão a viver esta grande final no nosso país?

Angel del Real, 27 anos, está em Portugal como estudante Erasmus e é, como referido, adepto do Atlético de Madrid. O colchonero sofre por estar longe de Madrid, mas admite estar “muito contente”com esta temporada histórica da sua equipa. Para a final, espera um resultado histórico.

Angel e um dos seus ídolos colchoneros: Paulo Futre
Angel e um dos seus ídolos: Paulo Futre

Sergio Ramos disse que o Atlético é favorito. Concordas?

O Real Madrid tem argumentos  para ser favorito, como a sua história (9 títulos europeus) e orçamento. É uma diferença de 400 milhões, mas não nos tira a ilusão de vencer a Champions.

No início da época acreditavas que acabarias esta temporada como campeão espanhol e que irias à final da Liga dos Campeões?

Este ano não acreditava. A progressão da equipa estava a ser boa e isto era uma situação que podia acontecer daqui a três ou quatro anos, mas já esta temporada não esperava.

O que representa para os colchoneros a conquista da Liga dos Campeões?

Se ganharmos, fazemos uma temporada histórica, ficará sempre na memória dos adeptos. Se perdemos, é na mesma uma óptima temporada. O importante é que independentemente do resultado temos orgulho nesta equipa.

Preocupam-te as lesões de Arda Turan e Diego Costa? Como vai a equipa responder se eles não jogarem?

É verdade que o Diego Costa é um jogador importante para nós, mas há que recordar que já ganhamos ao Barça na Champions e na Liga sem ele. O Atlético tem muitas opções de bola parada – é a arma mais importante da nossa equipa. Quanto ao Arda, é um jogador incrivel, com uma magia que poucos têm. Mas valemos pelo colectivo, e hoje acredito que todos joguem bem. O Atlético tem muitas opções de bola parada, é a arma mais importante da nossa equipa.

Como analisas a campanha do Atlético na Liga dos Campeões deste ano?

Uma temporada fantástica. Chegar à final sem perder nenhum jogo, com jogos contra Chelsea, Milan, Barça e Porto é algo histórico. Somos os únicos que não perderam e esperamos continuar assim.

Como tens vivido o dia-a-dia do teu clube aqui em Portugal?

Com grande intensidade. Como estou de Erasmus em Portugal, não consegui ir ver os jogos no estádio. Uma pena que na melhor temporada do Atlético eu esteja em Lisboa. Foi o pior da minha aventura em Portugal, de resto adorei o país.

De que forma sentes que os portugueses estão a viver esta final? Sentes que apoiam mais o Real ou o Atlético?

Os portugueses querem que o Real Madrid ganhe a Champions, por causa do Cristiano Ronaldo. É normal, na Turquia acontece o mesmo com o Arda Turan. Gostaria que os portugueses estivessem na fan zone dos adeptos do Atlético para verem como são os melhores adeptos de Espanha.

 

Estas opiniões são refutadas pelo seu compatriota madrileno. Alvaro Velasco tem 22 anos, é adepto do Real Madrid e está em Portugal desde Setembro. Quando escolheu Lisboa para fazer Erasmus, dificilmente terá tido em linha de conta que, uns meses depois, poderia estar a receber a sua equipa de sempre praticamente à porta de casa. No entanto, o Real Madrid foi pulverizando a concorrência na Liga dos Campeões. Alvaro chega, portanto, ao fim de Maio com a hipótese de festejar em solo português a tão ansiada “décima”, que já escapa ao Real há doze anos.

Alvaro vai estar presente na Final da Liga dos Campeões a apoiar o "seu" Real Madrid
Alvaro vai estar a apoiar o “seu” Real Madrid esta noite

O estudante de Jornalismo não esconde: nos últimos tempos tem-lhe sido cada vez mais difícil pensar noutra coisa que não seja a vitória do seu clube, o mais titulado a nível europeu. Ao longo dos últimos meses, Alvaro pouco contacto teve com a sua língua-mãe. Hoje, contudo, poderá conviver em Lisboa com milhares de compatriotas. Será, caso se verifique, o culminar de um ano lectivo diferente e inesquecível num país estrangeiro – ainda que um passeio pelas ruas da capital portuguesa nesta tarde de Sábado pareça indicar o contrário. Por estes dias, Alvaro sente-se em casa. E pode, se tudo correr como espera, festejar junto dos seus.

Concordas com as declarações de Sergio Ramos, nas quais afirmou que o Atlético é o favorito para o jogo de hoje?

Pelo nome, o Real Madrid é sempre favorito. Mas também é verdade que o actual campeão espanhol é o Atlético. Estão num grande momento de forma, por isso tudo pode acontecer.

Preocupa-te que Cristiano Ronaldo tenha estado a treinar com limitações?

É sempre complicado jogar sem a estrela principal. Estes jogos costumam ser ganhos pela equipa que comete menos erros, mas acho que o Crtistiano Ronaldo vai chegar à final em plenas condições.

O que representaria para ti a conquista da décima Champions?

Seria um sonho. Sou sócio do Real Madrid desde os 7 anos e vi pela televisão as finais de Turim, Glasgow… Ver agora a minha equipa poder conquistar a Champions em Lisboa, a cidade onde estou de Erasmus, é sinceramente indescritível.

Como analisas a campanha do Real Madrid na Liga dos Campeões deste ano? E a do Atlético?

Ambas as equipas estão na final por mérito próprio. No caso do Real, a fase de grupos foi mais complicada, defrontando equipas como a Juventus e o Galatasaray. Nas eliminatórias jogámos contra três equipas alemãs e houve apenas uma partida muito complicada, em Dortmund. Depois, contra o Bayern, que era o grande favorito a ganhar a competição, acabou por ser um passeio até Lisboa. No caso do Atlético, chegaram invictos à final e estão cheios de vontade de ganhar a primeira Liga dos Campeões da sua história. É preciso não esquecer que eliminaram a equipa de Mourinho, um grande Chelsea. Vai ser certamente uma grande final.

Como tens vivido o dia-a-dia do teu clube aqui em Portugal?

Como disse, é um sonho ver a minha equipa numa final aqui em Portugal. Tenho nove ou dez amigos que vêm ver o jogo a minha casa, aquilo vai parecer uma autêntica fan zone. Por estes dias, Lisboa transformou-se em Madrid, a minha cidade. Não há momento em que não esteja a pensar na final do Estádio da Luz.

De que forma sentes que os portugueses estão a viver esta final? Sentes que apoiam mais o Real ou o Atlético?

Tenho muitos amigos portugueses e quase todos apoiam o Real Madrid, principalmente por causa do Ronaldo e até do Mourinho. Caso não apoiem, eu obrigo-os!

 

Visões diferentes, e até opostas, mas que fazem desta final um acontecimento único e imperdível. Hoje, Lisboa será espanhola. Por um dia, a capital de Espanha deixará de ser Madrid. Tudo para ver jogar as duas melhores equipas desta Liga dos Campeões. Quem ganhará? Real Madrid ou Atlético? O desafio está montado. Venha de lá essa grande final.

 

Entrevistas de André Conde e João V. Sousa

Comentários