A CRÓNICA: VANTAGEM PARA O CD SANTA CLARA

Quinta feira europeia no Estádio de S. Miguel. Mais uma partida que irá por à prova o CD Santa Clara, que deseja prolongar a sua estadia na Liga das Conferências, após a vitória caseira frente Skhupi, e o NK Olimpija Ljubljana que no seu último jogo arrecadou um empate na competição. Está tudo reunido para ser um encontro memorável para os dois clubes.

O apito soou e a primeira parte começava com o Santa Clara superior na partida, com uma atitude mais agressiva e preponderante. Essa atitude viria a comprovar-se aos 15 minutos, depois duma recuperação Morita, veio a mágica combinação por Rafa, Lincoln, Jean Patric e, por fim, Carlo Jr. que cabeceia e inaugura o marcador. Após o golo, a equipa eslovena, tentou ser mais agressiva e expor-se mais ao jogo tentando aproveitar espaços de linha de passe no entanto, a defesa atenta, não facilita. O jogo acaba por acalmar o ritmo, sem grandes oportunidades de golo e centrado a meio campo. Depois da bonança, os bravos voltam a atacar através de Carlos Jr. que remata contra ao poste e Morita aproveita o momento e volta a rematar mas já em fora de jogo. Ao cair do pano, depois dum canto batido por Lincoln, Mansur cabeceia e faz o segundo golo da partida deixando, a equipa açoriana, em vantagem ao intervalo.

A segunda parte começava um pouco mais calma. Apesar disso, o Santa Clara continuava a tentar chegar o mais perto possível da baliza de Nejc Vidmar. E a primeira tentativa de remate, desta segunda parte, viria através de Carlos Jr. aos 52 minutos.

Anúncio Publicitário

Aos 62 minutos um toque com a mão na bola, faz Uros Korun, ver o cartão vermelho e ser expulso.

Após a expulsão do defesa do Olimpija, o jogo acalmou e não houve muitas mais oportunidades de golo. A equipa açoriana manteve-se por cima de forma a conseguir manter a superioridade no marcador e assim foi. Apito final e a equipa açoriana ficaria em vantagem para a segunda mão com dois golos arrecadados dando, assim, uma vantagem confortável à turma de Daniel Ramos.

 

A FIGURA

Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Rafael Ramos – O defesa da equipa açoriana foi uma peça importante no jogo. Para além de manter uma atitude assertiva, ajudou a aumentar a velocidade na partida e esteve presente em várias situações de jogo. Sem dúvida, que se destacou pela positiva e elevou o nível de jogo nesta partida.

 

O FORA DE JOGO

Mustafa Nukic – O avançado esteve completamente fora da partida. Foi presa fácil para os centrais encarnados e nunca conseguiu criar calafrios à baliza dos açorianos.

 

ANÁLISE TÁTICA – CD SANTA CLARA

A turma de Daniel Ramos alinhou-se em 4-3-3. O mister procurou trabalhar a agressividade de forma a criar mais oportunidades de jogo e trabalhar o interior e as costas do adversário. Manteve uma boa dinâmica e esforçou-se em ter alguma velocidade nas alas para, assim, conseguir a vantagem.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Marco Pereira (3)

Rafa Ramos (6)

Mikel Villanueva (5)

João Afonso (5)

Mansur (6)

Anderson Carvalho (4)

Lincoln (5)

Carlos Jr. (5)

Crysan (6)

Morita (5)

Jean Patric (5)

SUBS UTILIZADOS

Costinha (4)

Rui Costa (3)

Néné (3)

Ricardinho (-)

Júlio Romão (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – NK OLIMPIJA LJUBLJANA

O mister alinhou-se em 3-4-2-1. Tentou ser agressivo e aproveitar os poucos espaços existentes para criar mais oportunidades de jogo. As substituições procuravam trazer novidade e mais algum ritmo para a partida mas não surtiram muito efeito.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Nejc Vidmar (3)

Mustafa Nukic (3)

Timi Elsnik (4)

Djordje Crnomarkovic (3)

Gal Kurez (2)

Eric Boakye (3)

Nik Kapun (3)

Michael Pavlovic (5)

Uros Korun (2)

Tomislav Tomic(4)

Aldair (6)

SUBS UTILIZADOS

Svit Seslar (4)

Jan Andrejasic (4)

Delamba Milnar (5)

 

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

CD SANTA CLARA

BnR:  Mais um jogo histórico para o Santa Clara. Quais foram os aspetos que fizeram a diferença nesta vitória?

Daniel Ramos: Abordamos muito bem o jogo, estivemos bem preparados. Conseguimos uma primeira parte com qualidade e boa dinâmica. Fechamos jogadas e criamos oportunidades. Trabalhamos jogo interior e nas costas do adversário. Dá-nos satisfação. Vemos trabalho de treino ser aplicado no jogo.

Tentamos criar as mesmas dinâmicas nas segunda parte. O procurar não sofrer foi bem conseguido na segunda parte. Mas nunca tivemos grande situações de perigo na nossa baliza mas podíamos ter sido mais agressivos na segunda parte. Isso dá-nos muita confiança para a segunda mão. Estamos em vantagem mas ninguém ganha antes de jogar.

 

NK Olimpija Ljubljana

BnR: Este era um jogo importante para a vossa equipa. Quais foram os pontos fracos que aponta à sua equipa?

Savo Milosevic: O Santa Clara foi melhor e esse era um grande problema. Mudamos alguns jogadores e esperávamos que ajudasse mas foi difícil ir contra a equipa. Sabemos que a segunda mão vai ser muito difícil principalmente com a diferença de golos mas vamos tentar.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome