A CRÓNICA: GOLEADA NO ALLIANZ ARENA PARA MANTER A LIDERANÇA

“Der Klassiker”, o maior clássico do futebol alemão. Foi com este grande duelo que a jornada 24 da liga alemã presenteou todos os adeptos de futebol. Um encontro importantíssimo para ambas as equipas nas contas da tabela classificativa, principalmente para o FC Bayern München que necessitava obrigatoriamente de um resultado positivo face à vitória do RB Leipzig, rival direto na luta pelo título.

Contudo, o arranque da partida foi de sonho para o BVB Dortmund, que se colocou em vantagem no marcador logo no segundo minuto de jogo, com o inevitável Haaland a bater o guardião Manuel Neuer. Contra todas as expetativas, o segundo do Dortmund chegou ainda dentro dos dez minutos iniciais, com Haaland a bisar e a deixar os bávaros em muito maus lençóis.

O Bayern tentou responder, criando várias oportunidades junto da baliza do Dortmund, oportunidades essas que se consumaram em golo, à passagem do minuto 27’, por intermédio de não outro que Robert Lewandowski. A pressão dos anfitriões era notória e a concretização de ainda mais golos parecia uma questão de tempo. À beira do intervalo houve mais um bis no encontro, com Lewandowski a restaurar a igualdade no marcador, através da marca de grande penalidade.

No regresso para o segundo tempo o Dortmund voltou a entrar melhor, à imagem dos primeiros 45 minutos, mas rapidamente a formação da casa voltou a mandar no encontro. Depois da saída de Haaland, o Dortmund mostrou dificuldades em chegar com perigo à baliza adversária, enquanto que o Bayern, bem melhor na partida, esteve sempre mais perto de marcar. E assim foi. Quando já se perspetivava um empate como resultado final, a formação de Munique matou o encontro nos últimos dois minutos. Primeiro por Goretzka e depois por Lewandowski, com o goleador polaco a chegar ao hat-trick.

Anúncio Publicitário

Assim, com este triunfo, o Bayern mantém-se no topo da tabela classificativa com 55 pontos, enquanto que o Dortmund cai para a sexta posição, com 39 pontos, e começa a ver os lugares de qualificação para a Liga dos Campeões por um canudo.

 

A FIGURA


Robert Lewandowski – O internacional polaco voltou a mostrar o porquê de ser considerado o melhor jogador na atualidade, com uma exibição monstruosa em que voltou a ser decisivo, desta feita com um hat-trick.

 

O FORA DE JOGO


Mahmoud Dahoud – O médio alemão do BVB Dortmund foi, para mim, o elo mais fraco, mostrando-se pouco ao jogo. Acabou por ter pouca influência no processo de construção da sua equipa, cumprindo com dificuldade essa função.

 

ANÁLISE TÁTICA – FC BAYERN MÜNCHEN

Os comandados de Hansi-Flick apresentaram-se num dispositivo tático de 4-2-3-1. Apostando no seu típico futebol de ataque posicional e pressão alta, foram surpreendidos no começo da partida com dois golos sofridos, mas rapidamente assumiram as rédeas do encontro e implementaram o seu estilo de jogo. Jogando de forma apoiada e incisiva no ataque, os bávaros tiveram em Lewandowski o homem-alvo no ataque, que conseguiu criar muitas dores de cabeça à defensiva contrária sempre que conseguiu ter posse da bola.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Neuer (6)

Süle (7)

Boateng (7)

Alaba (7)

Davies (6)

Kimmich (7)

Goretzka (8)

Sané (7)

Müller (6)

Coman (7)

Lewandowski (9)

SUBS UTILIZADOS

Gnabry (6)

Martínez (6)

Hernández (-)

Choupo-Moting (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – BVB DORTMUND

Organizados num sistema tático em 4-2-3-1, o BVB Dortmund não contou com o internacional português Raphael Guerreiro, que ficou de fora por lesão. Os die borussen apostaram claramente numa postura de contra-ataque e ataques rápidos, complementada com um bloco baixo e organizado, na tentativa de surpreender o adversário, dinâmica essa que resultou (e bem), principalmente nos minutos iniciais do primeiro tempo. Até à substituição de Haaland, o prolífico alavancado norueguês foi o homem em destaque na sua formação. No final, a qualidade dos homens do FC Bayern München acabou por fazer a diferença.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Hitz (6)

Can (6)

Hummels (6)

Zagadou (6)

Meunier (6)

Dahoud (5)

Delaney (6)

Schulz (5)

Reus (6)

Hazard (7)

Haaland (8)

SUBS UTILIZADOS

Brandt (6)

Tigges (6)

 Morey (6)

Bellingham (6)

Reinier (6)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome