Os primeiros tempos em Dresden foram complicados e as saudades de casa abalavam um pouco a concentração do jovem médio. Arnold, contudo, manteve-se focado na sua maior paixão, que era e ainda é jogar futebol, conseguindo assim ultrapassar as dificuldades iniciais. Schäfer, que “descobriu” o pequeno Arnold em Riesa, começou então a ter uma enorme influência no desenvolvimento do jovem médio, obrigando-o por exemplo a utilizar apenas o pé direito para movimentar a bola nos treinos, para corrigir a exagerada dependência do pé esquerdo. Schäfer sentiu desde muito cedo que estava perante um jovem com enorme potencial e trabalhou sempre com ele, por vezes até individualmente, de forma a conseguir obter dele o máximo rendimento possível.

 

“Ainda mantenho uma grande ligação com o meu antigo treinador, o Sr. Schäfer. Ele teve um impacto decisivo no meu desenvolvimento enquanto jogador de futebol e agradeço-lhe por isso.”Maximilian Arnold (2014)

 

Arnold a disputar um jogo pelos sub-13 Fonte: Dynamo Dresden
Arnold a disputar um jogo pelos sub-13
Fonte: Dynamo Dresden

Arnold lembrou, numa entrevista ao website do SG Dynamo Dresden em 2014, a importância que Schäfer teve no seu crescimento, não só como jogador, mas também como homem, uma vez que o seu treinador foi sempre extremamente exigente com o seu desempenho na escola e nunca permitiu que houvesse qualquer tipo de deslize.

Anúncio Publicitário

Actualmente ao serviço de VfL Wolfsburg, Arnold é seguramente um dos médios mais promissores do futebol europeu, mas esta sua nova vida e novas responsabilidades não o fazem esquecer os tempos em que dormia nos lençóis com o símbolo do Dynamo Dresden e que seguia atentamente tudo aquilo que acontecia com o clube, sob a alçada do seu treinador e amigo René Schäfer.

 Foto de Capa: Zimbio.com