Os maiores estaduais do país se encerraram essa semana e não tivemos grandes surpresas entre os campeões. Talvez a única “zebra” tenha ficado com a conquista inédita do Campeonato Sergipano pelo Frei Paulistano. Abaixo segue a lista dos campeões estaduais de 2019:

Campeonato Gaúcho: Grêmio

Campeonato Mineiro: Cruzeiro

Campeonato Brasiliense: Gama

Campeonato Carioca: Flamengo

Campeonato Paulista: Corinthians

Campeonato Baiano: Bahia

Campeonato Cearense: Fortaleza

Campeonato Catarinense: Avaí

Campeonato Paranaense: Atlhetico

Campeonato Goiano: Atlético-GO

Campeonato Pernambucano: Sport

Campeonato Alagoano: CSA

Campeonato Mato-grossense: Cuiabá

Campeonato Paraense: Remo

Campeonato Sergipano: Frei Paulistano

Campeonato Paraibano: Botafogo-PB

O estadual sempre foi motivo de discussão no Brasil. Alguns o consideram importante, outros que não valem nada. Ao meu ver nem um lado e nem o outro estão totalmente errados como não estão totalmente certos. Se fosse para definir em uma palavra a conquista do estadual eu definiria como “legal”. Legal conquistá-lo, os jogadores, diretoria e torcedores devem comemorar mas sem grandes alardes. Pois de importância aquela conquista não tem nenhuma. Deve-se comemorar mais pela vitória em cima do seu maior rival do que por outro motivo. Talvez o maior benefício que o estadual possa trazer para um clube é mostra-lo as mazelas do elenco para o restante da temporada.

Contudo, se analisarmos de maneira geral os contras são maiores que os prós. Prova disso foi o que fez o Athlético Paranaense na temporada passada. A equipe jogou com os reservas o estadual e chegou na final da Sul-Americana, em dezembro, voando em campo. O time era o que mais rendia fisicamente no país e os titulares terem atuado menos vezes ao longo do ano propiciou esse bom rendimento, físico e técnico.

Fonte: Cruzeiro EC

O nível de relevância dos estaduais também não é muito alto. Afinal, qual importância na história de um clube como o Corinthians ou o Cruzeiro vencer um estadual?! O que muda um clube de patamar são as grandes conquistas nacionais e, principalmente, as internacionais. Isso serve para todos os grandes. Agora se um clube do interior ou de menor expressão vence o estadual aí é claro que é importante. Pois aquela conquista muda o clube de patamar e dá mais visibilidade. Não sou a favor do fim dos campeonatos estaduais. Mas creio que a sua formula de disputa precisa ser adequada e que a CBF estude alguma maneira de fazer isso. Talvez colocando os times que disputem as Séries A e B apenas na fase final. Enfim, algo precisa ser modificado para o bem do nível do nosso futebol. Atualmente, temos campeonatos longos, com muitos jogos com baixa presença de público e por muitas vezes deficitário.

Foto de capa: CBF

Comentários