Terminou este sábado a Série B do Brasileirão e quatro equipas ganharam o acesso à elite do futebol brasileiro. Foram elas o Fortaleza, o Centro Sportivo Alagoano, o Avaí FC e o Goiás EC, emblemas que já fizeram parte do primeiro escalão da competição.

O regresso do Mito

Campeão da Série B, o Fortaleza, comandado por Rogério Ceni, foi sem dúvida o melhor dos vinte candidatos. Numa campanha com 21 vitórias, oito empates e nove derrotas, a equipa cearense terminou o campeonato com 71 pontos (nove à frente do segundo colocado, o CSA).

Um dos grandes responsáveis pela promoção foi o ídolo do São Paulo FC, Rogério Ceni, ou “Mito”, como é conhecido. O treinador, com o seu estilo de jogo moderno e ofensivo, mostrou que o seu nome ainda vai dar muito que falar no futebol brasileiro. Mesmo com propostas de outros clubes da Série A, espera-se que Ceni permaneça no Fortaleza e tente chegar ainda mais longe.

No entanto, longe de ter um ótimo plantel, a equipa de Ceará precisará de reforçar todos os setores, principalmente o ataque, uma vez que o “artilheiro” da Série B, “Gustagol”, vai retornar ao SC Corinthians.

31 anos de espera

Maceió, capital do pequeno e pobre Estado de Alagoas, está em festa. Na raça, e talvez na sorte, o Centro Sportivo Alagoano (CSA) garantiu, na última jornada, acesso à Primeira Divisão do Brasileirão, após 31 anos fora da elite do futebol nacional. O clube alagoano também foi o primeiro a ir da quarta à primeira divisão em três temporadas.

O emblema de coração da melhor jogadora do mundo, Marta, e a primeira equipa a ser treinada pelo consagrado Luiz Felipe Scolari, o CSA, fará sua terceira participação na Série A do Campeonato Brasileiro. As duas últimas aconteceram quando o sistema de divisões e de pontuação do Campeonato eram diferentes.

O “azulão alagoano” foi vice-campeão da “Segundona”, com 17 vitórias, 11 empates e dez derrotas, e será o único representante do Estado de Alagoas na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro. Na campanha dos alagoanos, o destaque foi Didira, bom médio ofensivo, o melhor marcador da equipa com sete golos.

Atacante do CSA comemora golo contra o Juventude                                                                          Fonte: Centro Sportivo Alagoano

Velho conhecido

Sob comando do técnico Geninho, o Avaí, de Santa Catarina, sofreu para ficar na terceira posição da Série B. Foi somente no último jogo, um suado empate a 0 com a Associação Atlética Ponte Preta, que o clube da Ressacada pôde comemorar. Mesmo com um investimento pífio em 2018, o Avaí conseguiu 16 vitórias, 13 empates e nove derrotas.

O último acesso do Avaí à Série A tinha acontecido em 2014. No ano seguinte, no entanto, com uma péssima campanha, a equipa voltou à Série B. Agora, passados três anos, o velho conhecido da Série A terá mais uma chance para se manter entres os grandes.

Durante toda a competição, o Avaí foi uma das equipas mais regulares, estando sempre entre os primeiros classificados. Na reta final do Campeonato, porém, com uma enorme queda de rendimento, viu o acesso ao escalão principal ser ameaçado. O Avaí, assim como Fortaleza e CSA, terá de fortalecer todos os setores do plantel, pois apesar da boa posição na Série B, a equipa ainda é muito frágil, principalmente na defesa. O maior destaque foi, sem dúvidas, o treinador Geninho, que, mesmo com um plantel limitado, conseguiu fazer um bom trabalho tático e de organização.

O gigante está de volta

A Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro de 2019 será marcada pelo regresso de um dos maiores e mais tradicionais clubes do Centro-Oeste brasileiro. O Goiás, que desde 2015 estava fora da principal competição do Brasileirão, ficou em quarto lugar na “Segundona” deste ano, com 18 vitórias, seis empates e 14 derrotas. Apesar do quarto lugar, a equipa esmeraldina foi a segunda que mais venceu na competição, ficando somente atrás do campeão, Fortaleza.

O maior destaque do Goiás foi o segundo melhor marcador da competição: o atacante Lucão, que provavelmente se mudará para o futebol chinês. Com um remate preciso e perfeição nas jogadas aéreas, Lucão consegui fazer golos importantíssimos para a vitoriosa campanha do “verdão do oeste”. Se mantiver o futebol jogado em 2018, com a força da sua gigante massa adepta, o Goiás será certamente uma pedra no sapato de muitos clubes ricos da Série A.

Foto de capa: Fortaleza Esporte Clube

Comentários