brasileirao

Disputou-se mais uma jornada da Liga Brasileira. Como não podia deixar de ser, houve clássicos para todos os gostos. Uns com mais golos, outros nem tanto. Porém, as partidas de maior cartaz eram facilmente identificáveis. Jogava-se um Palmeiras vs Corinthians e um Fluminense vs Flamengo, ou o famoso Fla-Flu, para quem quiser. O primeiro jogo opunha dois dos grandes quatro clubes de São Paulo. O segundo opunha dois dos quatro grandes do Rio de Janeiro. Alvinegros e Verdes odeiam-se. No último jogo entre ambos a polícia teve mesmo que intervir para que o mesmo se pudesse desenrolar. Entre os cariocas o ambiente é mais são. Mas mesmo assim a rivalidade é imensa. Um Fla-Flu é, talvez, o jogo de maior chamariz e com mais charme do Brasil. Tudo a postos para um fim-de-semana de sonho.

Entre os paulistas as expectativas não saíram goradas: partida emotiva, com golos e muita animação. O Palmeiras esteve três vezes na frente; e três vezes se deixou empatar pelo Corinthians. Estivera outras tantas em vantagem e os Gaviões empatariam na mesma. 3-3 foi o placard final. Que jogo! Com este empate, o Corinthians continua firme na liderança. Penso que esta vantagem – agora somente de 5 pontos para o segundo classificado, Atlético Mineiro – é suficiente para vencer, se bem que ainda falte quase metade de campeonato. E bem sabemos que a competitividade da Série A do Brasil é pródiga em reviravoltas. Mas este Corinthians está certinho. Certinho e regular.

O Flamengo estraçalhou o Fluminense  Fonte: diariodovale.com.br
O Flamengo estraçalhou o Fluminense
Fonte: diariodovale.com.br

No Fla-Flu – ou, neste caso, Flu-Fla, para ser mais preciso – o Urubu entrou de rompante e abriu, cedo, uma vantagem confortável de 2-0. Na primeira parte o Tricolor não existiu. Não fora Diego Cavalieri, guarda-redes do Fluminense, e os Rubro-negros teriam resolvido tudo ainda no primeiro tempo. Este Flamengo tem uma alma nova. Quatro vitórias seguidas. Com tantas escorregadelas, já está na sexta posição, a apenas três pontos do G4: o grupo que dá acesso à Libertadores. O Fluminense imitou os seus congéneres, mas ao contrário; tem vindo a cair e já vai na quarta derrota consecutiva – nono lugar para a equipa das Laranjeiras. Ronaldinho Gaúcho nem sequer esteve no banco, o mesmo sucedendo com o goleador Fred.

Enfim, foi uma rodada desportiva muito boa, onde se concretizaram 27 tentos em 10 partidas. Por isso é que eu gosto do Brasileirão: pode ter que evoluir a nível tático – e tem – mas, caramba (!), possui aquilo de que o futebol é feito: golos!

Anúncio Publicitário

Foto de capa: globoesporte.globo.com