brasileirao

Quando se começa a ver a luz ao fundo do túnel, depois de uma aventura longa, parece que as coisas ainda se complicam mais. O corpo enfraquece e a mente desaba. As pernas ficam moles e os braços não conseguem suportar o peso do que vem aí. É isso que diferencia os campões dos que não o são. Claro que há grandes equipas não campeãs, que mereciam, igualmente, obter esse título. Mas no final de uma jornada prolongada exigem-se forças redobradas e provisões, de modo a ajudar a enfrentar o final. Sim, o final. Tudo chega ao fim. E os campeonatos também. Faltam apenas 15 pontos para o Corinthians se sagrar hexacampeão do Brasil. Veremos se o alvinegro terá força suficiente para manter a vantagem de (agora) sete pontos para o Atlético Mineiro; clube que vem logo atrás na classificação.

O Gavião ficou à mercê do título neste fim-de-semana, quando venceu o Figueirense por 3-1 e depois soube da escorregadela do Galo com o – imagine-se – lanterna vermelha Joinville. Mas a demanda pela Taça ainda tem de esperar. Faltam 10 partidas e muita coisa pode acontecer. Uma delas é precisamente um Atlético-Corinthians. Claro que um e outro ainda vão perder pontos. Ninguém vence 10 jogos seguidos: muito menos no Brasileirão. Ora, posto isto, há duas teorias: a de que em campeonatos menos competitivos, isto é, onde os campeões são quase sempre os mesmos, uma vantagem de sete pontos a esta altura garante praticamente o título; mas também existe outra face da moeda – a de que por ser um Campeonato competitivo (quatro campeões diferentes nos últimos seis anos, na Série A) – também é igualmente crucial. Sim, os paulistas vão perder pontos. Mas o problema é que os mineiros também os vão perder. O jogo que certamente decidirá o título (ou não, depende dos acontecimentos até lá) é o tal Atlético MG vs Corinthians, em Belo Horizonte. Neste momento, jogou-se a 28ª jornada. Esse jogo será na 33ª. Precisamente a seis rodadas do término. Agora vai ser hora de decisões. E nervos de Aço.

Elias (de costas) está em grande forma no Timão. Fonte: sportv.globo.com
Elias (de costas) está em grande forma no Timão. Fonte: sportv.globo.com

P.S. – Ronaldinho Gaúcho anunciou o abandono do Fluminense. Depois de ter assinado em Julho, chegou ao fim o vínculo com o tricolor carioca. Menos de 80 dias ligaram o astro ao clube das Laranjeiras. Não era assim que, certamente, Gaúcho tencionava terminar os seus dias como futebolista. Mas, lá está, tudo tem um fim. É um fim. Não interessa se bom ou mau. Desinspirado, torcida sem paciência. Falou-se em muito café e cigarros… Assis, irmão e empresário do (ainda) jogador, tentou convencê-lo a ficar mais uns dias. Se o ex-Sporting e Estrela da Amadora não o tivesse feito, o seu irmão e cliente até poderia ter saído antes. É com pena que vejo isto acontecer. Mas, lá está, a vida não tem só coisas boas.