Vida difícil para a única equipa portuguesa na competição

Foi uma primeira parte pálida do Sport Lisboa e Benfica e o russos. sem forçarem muito, foram controlando o jogo
Fonte: FC Zenit

O SL Benfica surge aqui como um destaque devido à desilusão europeia que parece difícil de contornar. O Benfica nos últimos 15 jogos na Europa tem 12 derrotas e muitos mais golos sofridos do que marcados. Não se percebe se é uma questão de personalidade ou de decisões do técnico para estes jogos, no entanto, o Benfica do campeonato é um Benfica totalmente diferente do europeu.

Na derrota contra o Leipzig, as águias fizeram um jogo interessante, apesar da qualidade coletiva dos alemães se ter sobressaído, no entanto, esta equipa ontem perdeu por duas bolas a zero contra o Lyon em casa, o que se calhar faz com que o adepto benfiquista pense que seria possível obter um resultado melhor no Estádio da Luz contra o Leizpig. No jogo frente ao Zenit, os encarnados tinham obrigação de lutar por uma vitória ou conseguir pelo menos um ponto.

O Benfica tem melhor qualidade individual e coletiva que os russos, apesar de estes estarem muito sólidos defensivamente esta temporada, tendo sofrido apenas 5 golos em 11 jogos no campeonato. O Benfica nas competições internas parece continuar igual, apesar de ter maior dificuldade para vencer nas últimas partidas, o que também é normal visto haver alguns jogos assim ao longo da época para uma equipa candidata ao título.

O plantel continua unido e sólido, agora a solução para a Europa pode passar pela motivação psicológica ou até mesmo por encontrar a equipa mais capaz para este tipo de partidas. Bruno Lage tem o hábito de rodar alguns jogadores, tal como outros treinadores o fizeram anteriormente e assim torna difícil a passagem para a fase de eliminação.

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: Champions League

Artigo redigido por João Rocha