Anterior1 de 3Próximo

Absolutamente inacreditável! O Tottenham está na final da Liga dos Campeões, após vencer o Ajax por 3-2 na casa dos holandeses. Os Spurs, que haviam perdido a primeira mão por 1-0, foram para o intervalo a precisar de três golos e Lucas Moura assumiu o papel de herói com um hat-trick.

Como tem vindo a ser habitual, o Ajax entrou desde cedo à procura do golo e, logo aos quatro minutos, Tadić obrigou Lloris a defender para canto. Na sequência do mesmo, de Ligt fugiu à marcação dos jogadores do Tottenham, saltou mais alto que toda a gente e fez o 1-0 na Arena de Amesterdão.

O capitão do Ajax, Matthijs de Ligt, voltou a marcar na Champions
Fonte: AFC Ajax

Um minuto depois de os holandeses inaugurarem o marcador, Son podia ter feito o empate, mas a bola passou alguns centímetros ao lado da baliza de Onana. Apesar do aviso, era o Ajax que dominava os vários momentos do jogo e apresentava maior qualidade coletiva.

Aos 31 minutos, após mais uma das muitas recuperações do meio-campo holandês, Tadić trocou as voltas a Trippier e por muito pouco não ampliou a vantagem no encontro. A velocidade e o rigor a executar do conjunto de Erik ten Hag iam fazendo as delícias dos adeptos.

Aproveita e aposta já no vencedor da Liga dos Campeões

No caso dos holandeses, o ditado “quem não marca sofre” não existe e, a dez minutos do intervalo, Ziyech fez o 2-0 em Amesterdão. O marroquino respondeu ao passe de Tadić com um remate de primeira, de encher a vista.

Quando tudo parecia bem para o Ajax…
Fonte: UEFA

Já na segunda parte, o Tottenham entrou com uma atitude diferente e, sobretudo, com mais fome de bola. Aos 55 minutos, Dele Alli trabalhou bem sobre a defesa holandesa e Lucas Moura aproveitou para reduzir para 2-1, na cara de Onana.

Quatro minutos depois, o brasileiro bisou na partida, após alguma confusão na área do Ajax: Onana deixou escapar a bola das mãos, Lucas contornou quem lhe apareceu pela frente e com o pior pé fez o empate.

À medida que o final do jogo se aproximava, este partia-se cada vez mais e começava a ficar impróprio para cardíacos. As duas equipas não mostravam medo de sair rápido a jogar, o que resultava em alguma despreocupação na hora de defender.

Do lado do Ajax, Ziyech era o homem mais inconformado e em três momentos (63’, 80’ e 90+3’) viu o esférico a não entrar por muito pouco. Já o Tottenham, a três minutos dos 90’, contou com o cabeceamento de Vertonghen à barra da baliza adversária.

Quando tudo se encaminhava para o regresso do Ajax a uma final da Liga dos Campeões 23 anos depois, fez-se silêncio em quase toda a Arena Johan Cruyff: no último suspiro inglês, Lucas descobriu espaço na área, completou o hat-trick e levou os Spurs a uma final da Champions inédita em 136 anos de história.

Os ingleses vão encontrar o velho rival Liverpool na final de Madrid, que se realiza no Wanda Metropolitano a 1 de junho. Esta edição ficará para sempre marcada pela crença de Mauricio Pochettino e dos seus pupilos, mas ninguém se irá esquecer deste Ajax, que mostrou ao mundo que sonhar não custa.

 

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

AFC Ajax: Onana, Mazraoui, de Ligt, Blind, Tagliafico; Schöne (Veltman, 60’), de Jong, van de Beek (Magallan, 90’); Ziyech, Tadić, Dolberg (Sinkgraven, 67’).

Tottenham Hotspur FC: Lloris, Trippier (Lamela, 81’), Alderweireld, Vertonghen, Rose (Davies, 82’); Wanyama (Llorente, 46’), Sissoko, Alli, Eriksen; Lucas, Son.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários