1 de junho de 2019, Wanda Metropolitano, Madrid.

Há muito que a data da final da Liga dos Campeões 2018/19 está definida e os adeptos de futebol, espalhados pelos quatro cantos do mundo, já anseiam pela chegada do dia. Um embate entre o Liverpool FC e o Tottenham Hotspur que é imprevisível e que poderás apostar em https://www.betfair.com/br.

Este ano a final joga-se em Espanha, nação que conta no seu historial com 18 campeões e 11 finalistas vencidos, muito às custas do FC Barcelona e do Real Madrid. Mas será a Espanha a nação que mais vezes viu os seus clubes a atingirem o topo do futebol europeu?

6.

Sob o comando de Mourinho, o FC Porto teve duas épocas de sonho e sucesso na Europa
Fonte: FC Porto

Portugal – FC Porto e SL Benfica foram as únicas equipas portuguesas a vencer a prova e ambas por duas ocasiões. Os encarnados contam ainda com mais cinco finais no seu currículo, mas no momento decisivo acabariam por perder a prova. A última final da Liga dos Campeões conquistada por uma equipa portuguesa foi em 2003/04, quando o FC Porto bateu o AS Mónaco por 3-0.

5.

De Ligt e De Jong celebram a eliminação da Juventus FC, em pleno Estádio de Turim Fonte: AFC Ajax

Holanda – Os sucessos do Ajax em quatro ocasiões e do Feyenoord e do PSV por uma ocasião cada um, colocam a nação dos Países Baixos na quinta posição. Ainda nesta época, o Ajax fez uma campanha europeia memorável, deixando pelo caminho equipas como o Real Madrid e a Juventus, mas caíram na meia-final frente ao Tottenham.   

4.

Fonte: FC Bayern

Alemanha – Sem surpresas, a Alemanha surge antes do pódio com sete títulos europeus conquistados pelos seus clubes e dez finais perdidas. Curiosamente, em 2012/13, a final europeia foi entre Bayern Munique e Dortmund, que os bávaros levaram de vencida. Essa seria a última vez que uma equipa alemã marcava presença na final até à presente temporada.

3.

Fonte: Liverpool FC

Inglaterra- A Inglaterra marca presença no pódio. Ainda que os clubes ingleses contem com tantas vitórias na Taça dos Campeões Europeus/Liga dos Campeões quanto os italianos (12), a verdade é que a presença transalpina em decisões é maior, com 28 finais contra 20 por parte dos ingleses.

O Liverpool é o emblema inglês com maior sucesso na prova e conta com cinco edições no palmarés, seguido do United, com três. O histórico Nottingham Forrest de Brian Clough tem duas e o Chelsea uma, assim como o Aston Villa.

Nesta edição de 2018/19, Liverpool e Tottenham marcam presença na final, o que significa que, de uma assentada só, o número de finais europeias por parte de clubes inglesas suba para as 22.

2.

Tendo já perdido duas finais da Liga dos Campeões, “Gigi” estaria certamente determinado a fazer com que a terceira fosse de vez
Fonte: Juventus FC

Itália- Na segunda posição deste ranking surge a Itália, nação que conta com 12 edições da Liga dos Campeões conquistadas pelos seus clubes e, em “vice-campeonatos”, não há quem leve a melhor – foram nada mais nada menos que 16 até aos dias que correm.

A Itália ocupa o segundo lugar na lista de nações que mais vezes viram os seus clubes conquistar a “orelhuda”e muito disso, deve-as às prestações do histórico AC Milan. A formação rossonericonquistou o troféu mais importante do futebol europeu em sete ocasiões, a última delas na temporada 2006/07.

Depois disso, a equipa rossonerinão voltou a estar na decisão e assistiu à vitória do rival Inter de Milão em 2009/10, que com Mourinho conquistou a terceira Liga dos Campeões da sua história. A Juventus conta com duas vitórias da competição e perdeu-a em sete ocasiões, duas delas nos últimos cinco anos, precisamente com equipas da nação que se segue na lista.

1.

Fonte: Real Madrid CF

Espanha – Ninguém tem tanto sucesso nas competições europeias como os representantes do futebol espanhol, muito por culpa das prestações superlativas do Real Madrid que venceu por 13 ocasiões e do FC Barcelona que venceu outras cinco vezes a prova de clubes mais importante do continente.

À exceção destes dois colossos, mais nenhuma outra equipa espanhola venceu a competição até aos dias que correm, mas há pelo menos dois emblemas que merecem menções honrosas. Primeiro, o Atlético de Madrid, emblema que nunca venceu a competição, mas já foi finalista em três ocasiões e, de seguida, o Valência, em grande no início do novo milénio com duas presenças consecutivas na decisão, ainda que sem sucesso.

Foto de Capa: UEFA

Comentários