Guarda-Redes

30 guarda-redes e 13 nacionalidades diferentes

Vitor Baía foi o único guarda-redes português em finais da Champions Fonte: UEFA
Vitor Baía foi o único guarda-redes português em finais da Champions Fonte: UEFA

As finais da Champions tiveram, na baliza, 30 guarda-redes diferentes e a representação de 13 países diferentes, sendo a alemã (8) e a espanhola (7) as nacionalidades mais predominantes. Portugal só esteve representado por uma vez – Vítor Baía ao serviço do FC Porto em 2003/04.

 

presenças

Anúncio Publicitário
Van der Sar defende grande penalidade de Anelka e dá a Champions de 2008 ao Manchester United Fonte: Telegraph
Van der Sar defende grande penalidade de Anelka e dá a Champions de 2008 ao Manchester United
Fonte: Telegraph

Edwin Van der Sar é o detentor deste recorde, constituído por 3 presenças ao serviço do Manchester United e 2 ao serviço do Ajax.

Próximos do holandês surgem Dida (Milan), Casillas (Real Madrid), Valdés (Barcelona), Peruzzi (Juventus) e Rossi (Milan), todos com 3 presenças.

Um lote ao qual se juntará Buffon, amanhã. Navas somará a sua segunda presença no derradeiro jogo da liga milionária

 

jogaram por mais que um clube

Butt representou dois clubes diferentes em finais da Champions Fonte: Youtube
Butt representou dois clubes diferentes em finais da Champions
Fonte: Youtube

Para além do citado Van der Sar, só Hans-Jorg Butt teve, também, a honra de representar dois clubes diferentes numa final da Champions.

O alemão, que passou fugazmente pelo SL Benfica, representou o Leverkusen (2001/02) e o Bayern Munique (2009/10).

 

10 não sofreram golos

Júlio César não sofreu golos na final de 2010 Fonte: UEFA
Júlio César não sofreu golos na final de 2010
Fonte: UEFA

Há futebol português neste recorde. É que para além de Vitor Baía, também estão neste lote o portista Iker Casillas (pelo Real Madrid) e o benfiquista Júlio César (ao serviço do Inter).

Os outros são Barthez (Marselha), Dida (Milan), Illgner (Real Madrid), Lehmann (Arsenal), Rossi (Milan), Vitor Valdés (Barcelona) e Buffon (Juventus), que pode vir a ser o único a não sofrer golos em duas finais da Champions.

 

cartões

Lehmann foi o único guarda-redes expulso na história da Champions Fonte: ESPN
Lehmann foi o único guarda-redes expulso na história da Champions
Fonte: ESPN

Ao longo de todas as finais da Champions, houve 3 guarda-redes admoestados com cartões. Fabien Barthez (Marselha) e Vitor Valdés (FC Barcelona) viram amarelos por tardar na reposição da bola. Lehmann (Arsenal) viu o vermelho directo por falta à entrada da àrea quando já tinha sido irremediavelmente ultrapassado por Samuel Eto’o (Barcelona).