A FIGURA

Van de Beek – Não tem o nome mais sonante da equipa, mas é uma “formiguinha de trabalho” incrível. Hoje foi das unidades em maior destaque, ao marcar o primeiro golo e ao obrigar Szczesny a um par de intervenções incríveis. Equilibrou a equipa, fazendo a ligação do duplo pivô aos elementos mais avançados e anulou Pjanic no momento de criação da Juventus. Nota positiva também para toda a restante equipa, que se comportou de forma adulta e muito madura.