O tempo voa mesmo e já estamos quase a assistir a outra final da Liga dos Campeões! Até lá ainda há futebol do melhor que há, com as meias finais a determinar os dois conjuntos que irão batalhar em Kiev.

 

Real Madrid e Bayern é sempre uma final. Duas equipas da elite mais elevada que temos. A equipa espanhola ficou entalada na garganta dos bávaros, estes que questionaram a forma como o Real seguiu em frente. A expulsão de Vidal, decisões de arbitragem, frustrações, tudo reunido deu azo a queixas. Tais fatores parecem-me elevar ainda mais o cariz competitivo nas duas mãos em que estes dois clubes irão disputar.

Passado à parte, vejo, como é costume dizer, um Real Madrid feito para esta competição, a sua estrela maior está muito motivada para a conquista da mesma (ano após ano), e assinala as suas melhores exibições nestes palcos.

Anúncio Publicitário

O Bayern é característicamente um favorito à conquista da competição. Prevejo que equilibre ainda mais a eliminatória do que a Juventus. Além disso, não acredito que admitam sofrer golos sem resposta, já que têm nível e aspirações que não o permitem. O Real dispensa apresentações, mas já deu para ver que caso Ramos e Varane não estejam aptos em simultâneo, terão sérias dificuldades em salvaguardar a baliza de Navas e o Bayern é perigo! Já que se prevê que serão duas partidas decididas no detalhe, os jogadores escolhidos para o embate terão uma clara missão para o jogo, um jogo entre duas equipas bastante ofensivas, onde têm dos melhores que a europa tem para finalizar.

 

Roma e Liverpool formam a meia final paralela. Eliminatória que podemos assemelhar a uma decisão terceiros e quartos, mas torna-se injusto rotulá-la assim… A Roma eliminou o Barcelona de forma surpreendente. Deu-se ao respeito e ameaça ignorar estatutos. O que mais admiro nesta equipa é o espírito que os jogadores transmitem em jogo, algo que pertence à própria essência da mística do clube romano. O Liverpool também dá muito relevo ao sentimento. Adeptos, a par dos da Roma, também muito apaixonados, que fazem prevalecer o melhor que este desporto nos traz.

Em campo, ambos os conjuntos sabem que estão numa posição que não estão habituados, e que por isso só sonham em vencer. Aparentemente, comentadores têm legitimidade em dizer que estes clubes chegaram às meias, e que tal já lhes retira a pressão, que já superaram as expetativas, que não têm nada a perder. Quanto aos seus treinadores, isto não é assim. De uma parte, referir que destronaram tais, porque não destronar outros? Equipas que no seu campeonato não estiveram na luta, mas que realizaram excelentes jogos, presentearam os adeptos com grande futebol. Não tiveram consistência. Aqui a consistência não existe, estamos numa fase de decisão, a motivação é altíssima, a ansiedade ainda maior.


Salah assumiu-se como um dos melhores, num clube com saudades de se assumir
Fonte: Liverpool FC

Real e Bayern respeitar-se-ão mutuamente em campo, e antevejo que na primeira mão, na Alemanha, o Real procure sempre o golo. O Bayern tratará de fechar a sua baliza, não deixar Ronaldo com espaço na área, e buscar a posse de bola. Jupp Heynckes dirá aos seus jogadores para guardar a bola e se possível guardar a decisão para Madrid. Já Zidane, penso que vai jogar para ganhar, pois vejo o Real a fazer isso em qualquer arena. Na Allianz, não será exceção.

 

O confronto entre a Roma e o Liverpool deixa água na boca. Acho que será o jogo mais aberto e renhido. A Roma, ao contrário do ano passado, não conta com Salah, e pior ainda é que terá de enfrentá-lo. Um jogador terrível para quem defende, inventa e pinta lances do mais imprevisível. Tem o dom de guardar e não deixar que a bola seja roubada, será uma das figuras. Mas isso não é novidade. Novidade é a Roma enfrentar uma equipa muito pressionante e ofensiva. O Barcelona é ofensivo, mas não é tão pressionante, não é tão intensa na recuperação da bola. Não digo que Liverpool seja superior ao Barcelona no cômputo geral da coisa, mas Klopp deve preocupar mais Eusebio Di Francesco do que vice versa.

Em apenas duas semanas saberemos quem chega à final, e as expectativas são grandes. De qualquer uma das quatro partes envolvidas… Antevê-se dois pares de jogos logo a abrir a semana do melhor que pode existir, se são fãs de futebol de alto nível e puderem assistir, façam-no… Isto só acontece uma vez por ano!

Foto de capa: UEFA