Tudo empatado no duelo de hoje entre o PAOK FC, campeão grego, e o Ajax Amsterdam, campeão holandês. A equipa de Abel Ferreira começou a perder na primeira mão da 3ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões mas deu a volta ao resultado ainda antes do intervalo. Na segunda parte Huntelaar empatou para o Ajax e fechou o resultado final.

Começou melhor o jogo o Ajax, entrando com mais posse de bola e sempre a rondar a área do PAOK. Os holandeses apresentaram-se mais estruturados e desinibidos, chegando à vantagem aos 10 minutos, num livre lateral de Ziyech batido tenso e que Giannoulis desviou para a própria baliza. Apesar disso, a UEFA atribuiu o golo ao médio marroquino do Ajax.

O PAOK respondeu logo de seguida, com Biseswar a rematar de longe e a testar a atenção de Onana. A equipa de Abel Ferreira entregava a iniciativa de jogo ao campeão holandês, esperando para pressionar apenas na zona do meio campo e explorando o contra-ataque para apanhar o Ajax em contrapé. O PAOK mostrou ter a lição bem estudada, ao perceber que teria mais hipóteses em sair com um resultado positivo deste jogo se soubesse aguardar pelas oportunidades certas, ao invés de tentar disputar o jogo olhos nos olhos com o favorito Ajax.

Biseswar esteve em destaque no PAOK
Fonte: PAOK FC

À passagem da meia hora chegou a primeira contrariedade para Ten Hag, com a lesão de Dolberg. Logo a seguir chegou a segunda contrariedade para o técnico holandês, com o PAOK a chegar ao empate num excelente contra-ataque conduzido por Biseswar. O médio holandês liderou a transição e libertou no momento certo para Giannoulis, que centrou atrasado para Akpom rematar de primeira para o 1-1.

Anúncio Publicitário

O golo de Akpom desestabilizou o campeão holandês e o PAOK aproveitou para fazer a cambalhota no resultado aos 39’. Livre lateral exemplarmente cobrado por Biseswar e Léo Matos apareceu de rompante a cabecear para o fundo das redes. O PAOK foi extremamente eficaz a aproveitar o espaço entre linhas que o Ajax oferecia e foi para o intervalo a vencer pela margem mínima.

A segunda parte trouxe um Ajax novamente dominador e a procurar o empate, ao passo que o PAOK foi acusando mais o desgaste físico e ia sendo menos perigoso do que nos primeiros 45 minutos. Após algumas ameaças, o Ajax chegou ao empate aos 57’, num lance caricato de Varela. O defesa dos holandeses, na tentativa de tirar a bola da grande área, rematou contra Huntelaar e viu a bola desviar para a sua baliza.

Com o 2-2 no resultado o jogo atravessou uma fase de grande intensidade, com as duas equipas a procurarem o golo da vitória, o Ajax mais esclarecido e mais perigoso, o PAOK menos eficaz e mais dependente dos rasgos de Biseswar ou Akpom.

Até ao final Huntelaar (80’) e Marin (89’) estiveram muito perto de marcar mas o resultado não voltou a mexer. Abel Ferreira leu bem o jogo na segunda parte e mexeu na equipa, rodando para um 4-3-3 que passava a 4-5-1 no momento defensivo, de forma a ocupar melhor o espaço e a fechar os caminhos para a sua baliza.

A segunda mão disputa-se daqui a uma semana, com o PAOK a viajar até Amesterdão para tentar derrotar o Ajax pela primeira vez em jogos oficiais e assegurar a passagem ao playoff da Liga dos Campeões.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

PAOK FC: Paschalakis, Léo Matos, Crespo, Fernando Varela, Léo Jabá (Stoch, 79’) Esiti, El Kaddouri, Biseswar (Douglas Augusto, 73’), Pelkas (Limnios, 64’) e Akpom.

Ajax Amsterdam: Onana, Veltman, Schuurs, Martinez, Tagliafico, Mazraoui (Marin, 82’), Van de Beek, Daley Blind, Ziyech (Neres, 82’), Tadic e Dolberg (Huntelaar, 32’).