Corria o ano de 1996 quando a música “Three Lions” foi lançada, no âmbito da realização do Campeonato da Europa, nesse mesmo ano em Inglaterra. Um dos versos desta música ficou eternizado para sempre, passe o pleonasmo: “Football’s coming home”, algo que é frequentemente entoado nos estádios de futebol em Inglaterra e por onde passe qualquer clube inglês ou a própria seleção inglesa, também conhecida como a Seleção dos Três Leões pelo símbolo composto por três figuras desta espécie.

O Europeu disputado em solo inglês foi conquistado pela Alemanha, que derrotou a seleção da casa nas meias-finais, aproveitando os seus adeptos para entoar “Football’s coming home”, aludindo que o troféu seguiria para a sua verdadeira “casa”. Daí para a frente, sempre que ingleses e alemães se defrontam, é frequente os adeptos da equipa/seleção vencedora entoarem este cântico como forma de provocação ao adversário.

EM LONDRES, OS ALEMÃES DO FC BAYERN MUNIQUE ARRASARAM OS SPURS. AGORA, COM JOSÉ MOURINHO, OS INGLESES VÃO À ALEMANHA EM BUSCA DA DESFORRA. 10€ PODEM VALER-TE MAIS DE 60€ NA BET.PT. APOSTA Já!

Foi assim, por exemplo, quando a Inglaterra venceu a Alemanha no Euro 2000, vingando a derrota no Europeu anterior; quando os germânicos derrotaram os ingleses em Wembley quatro meses depois, na qualificação para o Mundial 2002; e em 2001, quando a Inglaterra foi a Munique vencer por 1-5, também na qualificação para o Mundial. À parte isso, recordo que a seleção da Alemanha, campeã do mundo em 2014, foi recebida em casa com este cântico, numa competição onde voltou a ser o carrasco dos ingleses.

Ainda assim, o Bayern-Tottenham desta sexta jornada da Liga dos Campeões poderia ser descrito como um duelo “amigável”, tendo em conta que serve apenas para cumprir calendário. O Bayern de Munique chega a este jogo com quinze pontos conquistados em quinze possíveis, garantindo o primeiro lugar do grupo B. Do outro lado, os spurs somam dez pontos e também já asseguraram a presença nos oitavos-de-final da liga milionária.

Mas a verdade é que este jogo de amigável tem pouco. Não só pela histórica rivalidade entre ingleses e alemães, dentro e fora de campo, mas também porque o Tottenham certamente ainda terá pesadelos com a noite em que foi humilhado em casa pelos bávaros, na derrota por 2-7 a 1 de outubro deste ano, na 2ª jornada da liga milionária.

O histórico de confrontos entre as duas equipas dá maior favoritismo aos alemães: em cinco jogos, um empate e três vitórias. O Tottenham apenas por uma vez conseguiu derrotar o Bayern, no longínquo ano de 1983. Em jogo a contar para a 3ª ronda da Taça UEFA da época 83/84, os ingleses receberam e venceram os bávaros por 2-0, recuperando da derrota por 1-0 na primeira mão. Os londrinos seguiram então para a ronda seguinte da competição, acabando por vencê-la numa final a duas mãos com o Anderlecht.

No jogo da primeira volta o Bayern cilindrou o Tottenham por 7-2
Fonte: UEFA

O trevo de quatro folhas é normalmente associado à sorte. Na República da Irlanda o trevo de três folhas é um símbolo marcante da sua cultura, por associação a S. Patrício (St. Patrick), estando inclusive presente na bandeira do país. Um dado curioso e que remonta à única vitória do Tottenham sobre o adversário desta jornada é que nesse jogo a equipa do norte de Londres apresentou um irlandês no onze inicial, o defesa Chris Hughton. Para o jogo de amanhã, as previsões apontam para a entrada no onze do Tottenham da jovem promessa Parrott, irlandês de 17 anos, fruto da ausência já confirmada de Harry Kane. Estará Mourinho a par disto?

O Bayern deverá alinhar com Neuer na baliza, Pavard, Martínez, Alaba e Davies na linha defensiva. Meio-campo composto por Kimmich e Goretzka, com Gnabry, Müller e Coutinho a servir Lewandowski. Indisponíveis para o derradeiro desafio da fase de grupos da Liga dos Campeões estão Süle, Hernández, Arp, Cuisance e Tolisso. Os bávaros são orientados por Hans-Dieter Flick, treinador interino desde novembro, após a saída de Niko Kovac e têm feito uma época ao estilo de “Jekyll and Hyde”. O crónico campeão alemão tem estado muitos furos abaixo da expectativa no campeonato mas, por outro lado, segue imparável na Liga dos Campeões, conquistando cinco vitórias nos cinco jogos disputados.

Já José Mourinho, confirmou que vai fazer descansar alguns dos habituais titulares e que irá dar oportunidade a jogadores menos utilizados. O técnico português deve fazer alinhar Gazzaniga na baliza, protegido por um quarteto defensivo composto por Walker-Peters, Foyth, Vertonghen e Rose. O meio-campo deverá ficar entregue a Sissoko, Skipp e Lo Celso. Na frente de ataque, o experiente Eriksen ao lado dos jovens Sessegnon e Parrott. O treinador português não poderá contar com Lloris, Vorm, Davies e Lamela, para além da dúvida em torno de Harry Winks e Ndombélé.

O Bayern-Tottenham terá início esta quarta-feira às 20h (hora portuguesa) na Allianz Arena e será apitado pelo italiano Gianluca Rocchi.

Foto de Capa: UEFA

Artigo revisto por Diogo Teixeira

Comentários