Cabeçalho Liga Espanhola

A contratação mais comentada do futebol mundial nessa semana foi a do volante Paulinho pelo Barcelona. Porém, todo esse “reboliço” na contratação do jogador está sendo visto mais pelo lado negativo. O volante titular da Seleção Brasileira consegue ser um jogador superestimado e subestimado ao mesmo tempo.

Um jornal catalão comparou o jogador com o ex-jogador do Barcelona, Edgar Davids. Essa comparação não tem que existir. Basicamente pelo fato do holandês ser uma lenda no futebol mundial, algo que o brasileiro nunca será. Outra diferença é no jogo em si. A qualidade de saída de bola do Davids era infinitamente melhor que a do Paulinho.

Além desse tipo de comparação não contribuir em nada com o início da carreira do jogador no Barcelona, o brasileiro tem outras questões que acabam pesando sobre a sua contratação. Entre essas questões está o valor que o clube catalão investiu para tirar o jogador do Guangzhou Evergrande da China. Pra ter o atleta o barça pagou a multa rescisória contratual do jogador que era de 40 milhões de euros. Esse valor é muito acima do que realmente vale o jogador no mercado mundial – segundo o transfermarket o Paulinho está avaliado em 20 milhões de euros – e certamente o clube não terá retorno financeiro com uma possível venda do atleta no futuro, pois o volante já tem 29 anos. A Juventus, por exemplo, contratou o ótimo meio campista Matuidi do PSG por 20 milhões de euros.

O Paulinho foi a primeira contratação do clube pós a saída do Neymar. O Barcelona vive uma temporada de reconstrução. Neymar era considerado o futuro do clube e o herdeiro direto do reinado do argentino Messi. Porém, a saída do atleta coloca em dúvida o futuro do clube. A diretoria recebeu uma quantia financeira fascinante pelo atacante e precisava agir rápido no mercado para suprir as necessidades do elenco. Porém, a torcida esperava alguma contratação mais impactante do que a do Paulinho. Se o clube tivesse contratado o Coutinho ou o Dembelé, por exemplo, antes de anunciar o Paulinho a contratação do volante não seria tão negativa por parte da imprensa.

O meio campista da Seleção Brasileira terá uma nova chance no futebol europeu Fonte: Goal.com
O meio campista da Seleção Brasileira terá uma nova chance no futebol europeu
Fonte: Goal.com

Contudo se pensarmos apenas na contratação do jogador em termos de futebol – dentro de campo – a sua aquisição junto ao Barcelona pode ser boa para ambas as partes. Lamentavelmente meios de comunicação denigrem a imagem do jogador por questões banais. Como por exemplo, divulgarem um vídeo de sua apresentação onde o jogador deixa a bola cair durante as tradicionais embaixadinhas. Muitos meios apenas divulgaram a parte final do vídeo e não ele por completo onde fica claro que o jogador fez uma boa apresentação.

O jogador pode ser muito útil ao Barcelona. No atual elenco não existe um jogador com as suas características e nos dois jogos contra o Real Madrid, pela Supercopa da Espanha, vimos claramente o meio de campo do Barcelona sem poder para anular as ofensivas madridista. É certo que o jogador “foge” das características originais do estilo de futebol do Barcelona, mas nesse momento de transição que o clube vive o jogador será importante. Na verdade o problema atual do Barcelona vai muito além do que a simples contratação do jogador brasileiro.

Para a Seleção Brasileira será ótimo ter um jogador titular atuando em um dos principais clubes do mundo na temporada que antecede a Copa do Mundo. Paulinho terá mais ritmo de jogo ao atuar em competições muito mais “pesadas” do que o Campeonato Chinês.

O balanço final de sua contratação é positivo. Claro que agora depende do atleta ter outra imagem no futebol europeu para apagar a má passagem que teve na Inglaterra quando defendeu o Tottenham. Paulinho pode significar mais equilíbrio ao meio campo barcelonista que após a saída do Xavi – não estou comparando os dois jogadores – não encontrou um titular absoluto e se frustrou com algumas tentativas.

 Foto de Capa: FC Barcelona

Comentários