Cabeçalho Liga Espanhola

Esta semana começou em grande para Cristiano Ronaldo. Segunda-feira de manhã assinou a renovação de contrato com o Real Madrid, à noite recebeu o prémio da Marca para melhor jogador da La Liga em 2015-16, e terça-feira anunciou o seu novo contrato com a Nike. Mas, neste início de época, enquanto Ronaldo vai brilhando nestes eventos de fato e gravata (e óculos!), Gareth Bale, que também renovou contrato, vai brilhando de calções e chuteiras.

É claro que, se Ronaldo tem marcado presença nestes eventos, é por aquilo que fez dentro de campo e que, merecidamente, já lhe deverá ter garantido a quarta Bola de Ouro da carreira. Mas a verdade é que, esta época, a grande estrela do Real Madrid dentro de campo tem sido Bale. Chegou em 2013, por cerca de € 100 M, o que parecia um valor disparatado na altura (até porque nesse verão o Real Madrid vendeu Özil por € 50 M), mas ­que, aos poucos, vai começando a fazer sentido.

Não é fácil conseguir protagonismo numa equipa que tem Cristiano Ronaldo, mas, depois de conquistar o direito a bater livres do seu lado (o que não foi fácil), o galês parece pronto para se assumir como estrela da equipa. Seria precipitado anunciar já o fim de CR7, como a imprensa catalã gosta de fazer duas a três vezes por ano, mas tendo novo craque que carregue a equipa, até alguns madridistas começam a desconfiar de Ronaldo. Feliz do clube que, perante a quebra de rendimento do seu melhor jogador, vê surgir um Gareth Bale ao nível dos melhores do mundo, mas isso parece apenas contribuir mais para a ansiedade do português.

Ronaldo assina a renovação de contrato com o Real Madrid Fonte: Facebook Oficial de Cristiano Ronaldo
Ronaldo assina a renovação de contrato com o Real Madrid
Fonte: Facebook Oficial de Cristiano Ronaldo

Quando as coisas lhe saem mal, Ronaldo protesta com a má sorte, protesta com os colegas, protesta com os adversários, protesta com o árbitro e protesta com o público. Sábado, no Santiago Bernabéu, enquanto Gareth Bale passeava classe pelo relvado com mais uma exibição de grande nível e dois golos marcados, Ronaldo protestava com tudo. Não será coincidência que esta época já tenha visto três cartões amarelos, todos em jogos em que não marca no Bernabéu. Esse descontentamento permanente é o que o leva a bater todos os recordes, mas parece também levar a que, na ânsia de marcar golos, participe cada vez menos no jogo. Bale tem feito grandes exibições mesmo nos jogos em que não marca, o que parece não ser possível para Ronaldo.

Dito tudo isto, não se admire quando, brevemente, o vir a arrasar em campo e aproveitar os festejos para nos dizer: “Calma, que eu estou aqui. E com planos para continuar até aos 41 anos”.

 

Foto de capa: Facebook oficial de Gareth Bale

Comentários