É oficial. Zinédine Zidane está de volta ao clube que optou por deixar, ainda com contrato, há nove meses atrás.

Que sentido é que esta opção faz? Para mim, nenhum.

A verdadeira razão para a saída abrupta de Zidane no final da época nunca foi verdadeiramente bem explicada. Acredito agora que tenha estado relacionada com o planeamento da época. Zidane irá voltar certamente com mais poderes reforçados do que aqueles que tinha anteriormente.

Ainda assim, não me parece de todo a melhor opção de carreira para o treinador francês. Este regresso envolve riscos. Todos sabemos que no Futebol, rapidamente se passa de herói a vilão, e Zidane, que tinha abandonado o comando técnico do Real, claramente como herói, regressa agora como um verdadeiro D. Sebastião.

“Zizou” com a Taça de 2016
Fonte: UEFA

Terá muito dinheiro para investir, como o Real Madrid CF já nos vem habituando, tem uma equipa base muito promissora, sem dúvida, mas continua a ser um grande risco aquele que Zidane está correr, quando certamente opções bem mais seguras não lhe faltariam no final da época.

Não sei se o treinador francês terá tido o tempo suficiente para pensar e refletir bem nesta sua decisão. Zidane poderá ter ser sido levado um pouco pelas emoções e pelo calor do momento, talvez deixando-se levar por essa mesma onda de D. Sebastião que os adeptos do Real Madrid viam nele.

As expectativas vão estar no topo e iremos ver certamente um verão daqueles com muitos milhões a saírem de Madrid.

Eu, pessoalmente, penso que Zidane está a cometer um erro crasso. Posso estar enganado, até porque estamos a falar de um clube com recursos praticamente infinitos, e fazer melhor do que esta temporada não será muito difícil, mas Zidane carrega consigo um enorme peso que traz expetativas elevadas junto dos adeptos.

A nível de plantel, teremos que ver como vai Zidane abordar esta sua nova etapa em Madrid, já que pela primeira vez na carreira do treinador, o clube espanhol não poderá contar com a estrela Cristiano Ronaldo.

Zidade terá certamente que reinventar-se um pouco, por comparação com a sua passagem anterior, porque o contexto também mudou. Este regresso desperta-me curiosidade principalmente por esse aspecto. Como irá Zidane construir uma nova equipa para ganhar a Liga dos Campeões, sem uma estrela que marque 50 golos por época?

Foto de Capa: Real Madrid CF

Comentários