Um novo ciclo na vida dos colchoneros parece estar a chegar.

Com as saídas de Diego Godin eterno capitão, Juanfran, Filipe Luís, Lucas Hernandez e especialmente da estrela Antoine Griezmann ícones da mais recente história colchonera, adivinham-se  grandes mudanças no elenco dos colchoneros com um português à cabeça, João Félix, o mais recente tesouro das terras lusas encabeça a lista de contratações dos madrilenos.

Tem sido um mercado ponderado aquele que os colchoneros têm vindo a fazer até ao momento. As saídas até agora confirmadas tem sido colmatadas sempre com o pressuposto de acrescento de qualidade à equipa bem como à filosofia colchonera.

Com a época a arrancar oficialmente a 7 de Julho, Simeone começa a delinear o seu plantel e já poderá contar com alguma das novas contratações para o arranque da nova época.

Para substituir Diego Godin os colchoneros viraram-se para o Dragão e trouxeram nada mais que Felipe, baluarte da defesa do FC Porto. O brasileiro foi a solução encontrada para suprir a saída do uruguaio. Felipe tem todos os condimentos para se afirmar na defesa da equipa treinada por Simeone acrescentando experiência e liderança, atributos semelhantes aos deixados por Godin.

Fonte: Atlético Madrid

Ainda na defesa Renan Lodi chega do Atlético Paranaense, o lateral esquerdo foi a opção escolhida para a saída do também brasileiro Filipe Luís, gorada que foi a tentativa de levar Alex Telles do FC Porto. O lateral terá que passar por um processo natural de adaptação e poderá levar algum tempo para se afirmar no plantel madrileno, ainda assim Simeone vê potencial em Lodi e poderemos ter aqui uma bela aposta do clube colchonero.

A saída de Rodri para o Manchester City abriu uma vaga importante no meio campo colchonero mas os Atlético não teve que procurar muito e contratou Marcos Llorente. O médio defensivo contratado aos rivais do Real Madrid, é uma clara aposta no futuro e a grande época que fez ao serviço do Alavés fizeram com que o Atleti oferecesse 30 milhões de euros pela sua contratação. O médio formado nos blancos, vem acrescentar qualidade numa posição que já conta com nomes bem cotados como Saúl Ñíguez, Koke e Thomas Partey. Posicionamento, antecipação, passe e remate são o cartão de visita de Llorente que assim que for moldado por Simeone será sem dúvida dos melhores centro-campistas da La Liga.

Fonte: Atlético Madrid

Mas a jóia da coroa madrilena é sem sombra de dúvida João Félix. O jovem craque português é a contratação mais cara de sempre do clube madrileno e os números impressionam, 126 milhões de euros é quanto o Atlético de Madrid vai desembolsar para adquirir João Félix. Pode dizer-se para já que a transferência tem gerado enorme discordância no mundo do futebol, não pela qualidade do jogador mas sim pelos números envolvidos na transferência.

É grande a expectativa depositada no jogador luso. Félix foi o escolhido para substituir o   campeão do mundo Antoine Griezmann e usará o número do francês, uma distinção que mostra que os madrilenos confiam na qualidade do português para esta nova etapa do clube.

Félix será o porta estandarte do novo Atlético de Madrid, as qualidades do jovem português podem ser muito bem potenciadas numa estrutura como a dos colchoneros, estando longe dos holofotes como estaria se fosse para um clube de maior dimensão, Félix terá oportunidade para crescer e maturar o seu jogo, crescer mentalmente e também evoluir num dos maiores campeonatos do mundo elevando os seus patamares competitivos.

Fonte: Atlético Madrid

Quem também está confirmado é Héctor Herrera. O antigo capitão do FC Porto era um dos alvos para este mercado e o facto de estar sem clube mostrou ser um factor importante para a sua contratação. A nível desportivo Herrera pode acrescentar uma dinâmica diferente ao meio campo, podendo ser fundamental tanto no processo defensivo e ofensivo, Simeone terá aqui uma opção bastante interessante para usar em determinadas partidas, fazendo do mexicano uma das contratações importantes da época.

Ainda com algumas indefinições no que respeita à conclusão do plantel, o principal foco será reforçar o sector defensivo. Dos nomes associados ao clube surge Nelson Semedo, insatisfeito na catalunha o português à  procura um novo desafio vê no Atlético de Madrid uma boa oportunidade para continuar a sua carreira.

Para o ataque o interesse em Ante Rebic esfriou  com a entrada de João Félix mas não é de descurar a contratação de mais um avançado.

Para já são estes os nomes que os colchoneros irão apresentar à sua afición já no arranque da época mas com certeza estarão mais para vir.

E uma coisa é certa, o Atleti terá uma nova vida e os próximos anos mostrarão se este investimento fará com que a equipa liderada por  “Chulo” Simeone consiga lutar com os titãs Barça e Real Madrid pelo campeonato espanhol, mas com Simeone ao leme, é bem possível que isso aconteça!

Foto de Capa: Atlético Madrid

Comentários