cab la liga espanha

Antoine Griezmann – um nome que cada vez mais ecoa nas palavras dos cultos do “desporto rei”. Aos 23 anos, este jovem francês assume-se como um dos pilares fundamentais do Atlético Madrid e um jogador do qual o seu treinador, “El Cholo” Diego Simeone, não prescinde. Também na seleção gaulesa tem cimentado o seu papel. Internacional sub-19, sub-20 e sub-21, chegou à seleção AA francesa em 2014, contando já com 14 internacionalizações e uma participação em Mundiais (2014). A evolução que tem demonstrado é bem visível através do percurso que vem a desenvolver na sua carreira.

Em 2005, assinou com os espanhóis da Real Sociedad um contrato de formação. Passou pelos vários escalões do clube, até que na época 2009/2010 recebeu, pelas mãos do técnico uruguaio Martín Lasarte, a primeira chamada para integrar a pré-época da equipa principal (que disputava a Segunda Divisão Espanhola), que aproveitou para demonstrar a sua habilidade e veia goleadora, convencendo a equipa técnica a deixá-lo permanecer no escalão principal do emblema de San Sebastián. Nessa mesma temporada conquistou um lugar no “onze” dos bascos, que conseguiram a promoção para o principal campeonato espanhol.

Após cinco temporadas, nas quais aprimorou, principalmente, a sua habilidade com bola e os atributos técnicos, Griezmann despertou a cobiça dos gigantes europeus do futebol. Quem aproveitou para antecipar-se aos demais foi o Atlético de Madrid que, em julho de 2014, desembolsou a quantia de 30 milhões de euros, referente à cláusula de rescisão, para os cofres da Real Sociedad, adquirindo, assim, o passe do promissor futebolista de nacionalidade francesa.

Porém, quando chegou à capital espanhola para jogar pelo emblema campeão em título, não teve prontamente vida fácil. Embora atuasse preferencialmente como extremo esquerdo em San Sebastián, no “Atleti” encontrou uma realidade e sistema tático completamente diferentes. A equipa encontrava-se já estruturada, mantendo a mesma base da época anterior, o que fez com que o jogador tivesse que adaptar-se a outro estilo de jogo e, até mesmo, a uma nova posição, pois tem realizado a maior parte da época como segundo avançado, seja fazendo dupla atacante com Mario Mandzukic ou com “El Niño” Fernando Torres.

Griezmann é o melhor marcador dos colchoneros na liga, com 14 golos Fonte: Facebook de Antoine Griezmann
Griezmann é o melhor marcador dos colchoneros na liga, com 14 golos
Fonte: Facebook de Antoine Griezmann

O francês passou por um período inicial de adaptação, no qual foi vítima de regulares substituições, de certo modo antecipadas em termos de tempo de jogo, e teve que mudar a sua mentalidade, pois, ao contrário do que acontecia em San Sebastián, no novo clube não é a “estrela” da companhia, até porque o próprio Diego Simeone afirma que na sua equipa não há “estrelas”. Prova disso é que a primeira vez que Griezmann concretizou todos os 90 minutos de uma partida pelo Atlético foi apenas no último jogo da equipa em 2014, frente ao Athletic Bilbao, no qual fez um hat-trick.

Após estar totalmente adaptado à realidade encontrada em Madrid, o “camisola 7” conseguiu finalmente exibir todo o seu potencial e afirmou-se em definitivo nos colchoneros. Griezmann é, hoje, um avançado à medida de Simeone. Alia à sua qualidade técnica de drible, mobilidade, velocidade rompante e veia goleadora, um tremendo trabalho defensivo de pressão, importunando os defesas e médios da equipa adversária pelos 90 minutos dos jogos, fazendo até lembrar, em certa medida, o ex-avançado do Atlético Madrid, Diego Costa.

Antoine Griezmann é, assim, peça fundamental do xadrez de Simeone no “Atleti” e está transformado num extraordinário avançado moderno, sendo o melhor marcador da equipa, contando com 14 golos em 24 jogos na La Liga. Com várias partidas por disputar até ao término da temporada, só podemos esperar ainda mais deste jogador, que tem vindo a deslumbrar todos os adeptos de futebol com o seu puro talento.

Foto de Capa: Facebook de Antoine Griezmann

Comentários