O interesse do Real Madrid CF em promessas brasileiras é recente. Primeiro, Vinícius Junior, depois a vez de Rodrygo. Esta segunda-feira, foi a hora de Reinier Jesus rumar à capital espanhola, vindo do Flamengo de Jorge Jesus. Além da juventude, os adeptos madrileños podem esperar o virtuosismo e um faro para o golo do médio ofensivo.

Com 18 anos recentemente cumpridos, fez o percurso de formação quase todo no Ninho do Urubu, academia dos Rubro Negros. O conforto que tem com a bola nos pés permite que o libertem sozinho na zona entre linhas. Se lhe dão espaço fica difícil parar o seu drible, pois possui uma velocidade razoável com a bola na sua posse. É daqueles casos em que trata o esférico por tu, como um melhor amigo.

O sistema que poderá cair como uma luva na pérola brasileira é um 4-3-3, no qual Reinier poderá assumir uma tarefa de médio mais avançado no terreno. Com o bom primeiro toque e a habilidade de chutar de longe, pode rematar ou dar a oportunidade aos colegas, com uma visão e um pensamento à frente de muitos dos seus adversários.

Diego foi um dos mentores de Reinier
Fonte: Conmebol

Além de rematar bem pelo chão, o cabeceamento não é uma fraqueza. Os 1,86m que possui ajudam na tarefa e, na época que há pouco tempo terminou, usou o jogo aéreo em alguns dos tentos no Brasileirão. A tenra idade não o impede de ter um porte de líder e uma mentalidade forte, decidindo jogos nos últimos minutos como suplente.

Anúncio Publicitário

Em apenas uma época, os poucos minutos já deram para acordar os gigantes europeus. Ganhou o Real Madrid, e de certeza que em breve vai continuar a encantar os amantes do desporto rei. A verdade é que já tem um palmarés de invejar muitos veteranos, mas a ida para a europa coloca-o quase na estaca zero. No meio de craques com provas dadas, é mais um na luta por um lugar no onze de Zidane.

Vai começar na equipa B “Castilla” para se ambientar a um novo país e a uma nova realidade. Entretanto, representa a seleção sub-23 do Brasil num torneio pré-olímpico, e se continuar a crescer como o fez em 2019, o talento de Reinier vai deixar o Menino do Ninho voar, sem que lhe possam cortar as asas. Só o tempo poderá estabelecer se conseguiu vencer as expectativas que lhe colocaram.

Foto de Capa: CR Flamengo

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão