Anterior1 de 6

Diego Simeone fez magia, uma vez mais, e conquista o seu oitavo troféu ao serviço da equipa da capital espanhola, desta vez mais um saboroso campeonato que escapava desde a temporada 2013/2014.

Para se ter uma ideia do impacto do treinador argentino no clube, além de já ser o treinador dos colchoneros com mais títulos conquistados, conquistou oito dos 10 troféus que o clube colecionou nos últimos 12 anos, sendo que nas 14 épocas anteriores o clube não tinha levado qualquer troféu para a sua vitrine. O palmarés fala por si: duas ligas espanholas, duas ligas europa, uma taça de Espanha, uma supertaça de Espanha, duas supertaças europeias e duas finais de liga dos campeões, numa equipa que não tem nem de perto nem de longe os mesmos argumentos financeiros e desportivos de alguns dos seus mais diretos rivais.

Mas nem só de títulos se escreve a história deste Club Atlético de Madrid de Simeone, o percurso dos últimos anos fica marcado essencialmente pela enorme competitividade que o treinador argentino conseguiu incutir na equipa. Nos 10 anos anteriores à sua chegada os colchoneros não conseguiram alcançar, nem por uma vez, o terceiro posto. Desde a sua chegada, além de vencerem dois campeonatos, acabaram sempre no top 3, sendo que em duas ocasiões até no segundo posto. Isto sem falar nas quatro finais europeias, algo que o clube só por uma vez tinha alcançado na sua história.

Enfim, Simeone, um game changer.

Anúncio Publicitário

Vamos então analisar os cinco jogadores mais importantes nesta epopeia vitoriosa de 2020/2021.

Anterior1 de 6

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome