Este ano a Liga espanhola tem tido vários clubes-surpresa. Já aqui falámos sobre o incrível Atlético de Madrid, que promete intrometer-se na luta entre o Real Madrid e o Barcelona; também já referimos a prestação notável do Villarreal, que, depois da subida de divisão, consegue, neste momento, estar posicionado em lugares europeus; referimos de igual forma o fantástico Atlethic Club de Bilbao, que faz da sua casa um autêntico cofre, tendo sido o único clube a derrotar o poderosíssimo Barcelona esta temporada.

No entanto, há outro clube que merece a nossa atenção: a Real Sociedad. Depois do excelente campeonato realizado na época anterior – terminou no 4º lugar, que valeu o apuramento para a Liga dos Campeões -, este ano o clube basco ameaça repetir a dose.

À 17ª jornada, a Real Sociedad é quinta classificada com 29 pontos. Tem no seu registo 8 vitórias, 7 empates e 4 derrotas. Os números conseguem surpreender ainda mais: com 33 golos marcados e 23 sofridos, a Real Sociedad tem o 4º melhor registo ofensivo (superado apenas por Real Madrid, Barcelona e Atlético Madrid) e o 7º melhor registo defensivo.

A prestação europeia não foi a desejada: os bascos terminaram no último lugar do grupo A (Manchester United, Bayer Leverkusen e Shakhtar Donetsk) com apenas 1 ponto. Porém, a fraca campanha na Liga dos Campeões parece não ter abalado os pupilos de Jagoba Arrasate.

Onze base da Real Sociedad
Onze base da Real Sociedad

O onze base da Real Sociedade assenta num claro 4-2-3-1, onde impera uma versatilidade constante. Os números provam que a equipa tem um enorme pendor ofensivo e mostra capacidade para marcar golos em qualquer reduto. O meio-campo revela uma dinâmica assinável e, simultaneamente, o duplo pivô defensivo aufere aos bascos a segurança necessária para controlar as investidas adversárias. A defesa é, sem duvida alguma, o ponto mais fraco desta equipa. Apesar de não ser das piores defesas da liga (bem pelo contrário), comparativamente com os restantes setores do plantel a qualidade na linha defensiva decresce.

Anúncio Publicitário

Por falar em qualidade, os bascos têm nos seus quadros jogadores de renome, como Carlos Vela, Xabi Preto e Esteban Granero. Todavia, é um dos muitos jogadores da formação que tem despontado esta temporada: Antoine Griezmann é atualmente a grande estrela da equipa. O jovem avançado de 22 anos é o 3º melhor marcador da Liga BBVA, com 11 golos marcados (foi utilizado em 15 jogos), e leva mais 3 golos do que o astro do Barcelona, Lionel Messi (utilizado em 11 jogos).

Griezmann, jovem da formação, é uma das estrelas da Real Sociedad. / Fonte: Sky Sports
Griezmann, jovem da formação, é uma das estrelas da Real Sociedad. / Fonte: Sky Sports

Os sócios e adeptos do clube natural da cidade de San Sebastián vivem uma das suas melhores fases de sempre. A Real Sociedad, que tem no seu palmarés 2 Ligas Espanholas, 1 Copa del Rey e 1 Supercopa de Espanha, não é, habitualmente, um clube de lugares europeus. Contudo, o excelente plantel, aliado a uma boa organização diretiva e a um treinador consciente das virtudes e limitações da equipa, faz sonhar toda uma cidade.

Na verdade, o futebol basco vive momentos de grande afirmação. O Athletic Club de Bilbao e a Real Sociedad encontram-se nos 4º e 5º lugares, respetivamente. Ambos demonstram aos restantes clubes espanhóis com recursos financeiros modestos que a política de aposta na formação pode ser bem sucedida.

Ainda que seja cedo para retirar conclusões e atribuir lugares, é certo que a campanha dos clubes bascos tem sido surpreendente. As contas são fáceis: se fizerem, na segunda volta do campeonato, resultados semelhantes aos praticados até agora, a Liga dos Campeões é o destino certo.